Michelle Trachtenberg apresenta nova denúncia contra Joss Whedon

Michelle Trachtenberg e Sarah Michelle Gellar (Divulgação)
Michelle Trachtenberg e Sarah Michelle Gellar (Divulgação)

Nesta semana Charisma Carpenter fez um publicação de desabafo e denuncia sobre o comportamento abusivo de Joss Whedon em Buffy, A Caça-Vampiros.

Logo, a atriz começou a receber apoio de várias outras atrizes como Sarah Michelle Gellar, Michelle Trachtenberg, Amber Benson e Emma Caulfield, Eliza Dushku, que também fizeram parte da série Buffy.

Eliza Dushku, escreveu o seguinte como resposta à publicação de Carpenter no Instagram:

“Eu admiro, respeito e amo você”. E acrescentou que achou a história de Carpenter sobre a conduta “casualmente cruel” de Whedon “poderosa, dolorosa e pintou um quadro que nunca coletivamente nunca deixaremos de ver ou desconhecido”.

Em uma publicação no Instagram, Michelle Trachtenberg que participou da série ainda adolescente, disse que Whedon tinha comportamentos inapropriados perto dela.

“Obrigada por dizer isso. Eu sou corajosa o bastante agora como uma mulher de 35 anos para repostar isso. Porque isso precisa ser conhecido. Como uma adolescente, com o comportamento dele que não era apropriado… O último comentário que eu vou fazer é que havia uma regra dizendo ‘ele não pode ficar no mesmo lugar sozinho com a Michelle novamente”.

Segundo o Deadline, a observação de “uma regra” pela atriz implica que outros sabiam da interação supostamente inadequada de Whedon com a então menor e estabeleceram uma salvaguarda para evitar a repetição da ocorrência.

As afirmações de Carpenter e Trachtenberg, além do tweet de Benson sobre um “ambiente tóxico” em Buffy, seguem meses e meses de alegações que começaram com o ator da Liga da Justiça, Ray Fisher, onde relatou sobre Whedon sendo “grosseiro, abusivo, não profissional e completamente inaceitável” para ele e outros no set de o filme de super-heróis da Warner Bros.

Essa situação aparentemente chegou ao fim em 11 de dezembro, quando o estúdio da AT&T divulgou uma declaração enigmática afirmando que sua “investigação sobre o filme da Liga da Justiça foi concluída e medidas corretivas foram tomadas”.

Até o momento, os representantes de Joss Whedon e o próprio cineasta não se pronunciaram sobre as denuncias.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›