Megatubarão será exibido pela primeira vez na TV aberta

(Divulgação)

Sucesso de bilheteria lançado em 2018, Megatubarão será a atração do Festival de Ano Novo da Rede Globo nesta sexta-feira (8).

O longa de ação, ficção científica e suspense, irá ao ar pela primeira vez na TV aberta às 22h45, após a novela A Força do Querer.

Estrelado pelo ator Jason Statham, a produção arrecadou mais de US$ 530 milhões de dólares na bilheteria mundial.

Com Li Bingbing, Cliff Curtis, Rainn Wilson, Ruby Rose, Masi Oka e Robert Taylor no elenco, o longa tem direção de Jon Turteltaub (de 3 Ninjas e A Lenda do Tesouro Perdido).

Confira a sinopse e o trailer:

Na fossa mais profunda do Oceano Pacífico, a tripulação de um submarino fica presa dentro do local após ser atacada por uma criatura pré-histórica que se achava estar extinta, um tubarão de mais de 20 metros de comprimento, o Megalodon. Para salvá-los, oceanógrafo chinês (Winston Chao) contrata Jonas Taylor (Jason Statham), um mergulhador especializado em resgates em água profundas que já encontrou com a criatura anteriormente.

Saiba mais…

Megatubarão foi escrito por Dean Georgaris, Jon Hoeber e Erich Hoeber, baseado no livro Meg: A Novel of Deep Terror, de Steve Alten.

A produção foi filmado na China e na Nova Zelândia.

O filme é uma coprodução da Warner Bros. Pictures com a chinesa Gravity Pictures e teve um orçamento de mais de US$ 130 milhões.

Em seu fim de semana de estreia, surpreendeu ao liderar a bilheteria norte-americana, arrecadando mais de US$ 44,5 milhões, quase 120% a mais do esperado para o período.

Aqui no Brasil, Megatubarão arrecadou em seu fim de semana de estreia R$ 7,7 milhões, batendo o recorde de bilheteria da Warner em 2018. Assim, o longa superou outros blockbusters do estúdio como Rampage: Destruição Total, Tomb Raider: A Origem e Jogador Nº 1.

(Divulgação)

Megatubarão 2

Ano passado, o produtor Lorenzo di Bonaventura confirmou que Megatubarão 2 já está em desenvolvimento. Segundo ele, a sequência também será baseada nos livros de Steve Alten, autor que serviu como base para a história do primeiro filme.

“Nós estamos trabalhando no roteiro. Então, nunca se sabe o que vai acontecer até você receber um bom roteiro. Fiquei muito feliz pelo público ter entendido que nós estávamos sendo divertidos e não estávamos nos levando a sério.”

Formado em Criação e Produção Audiovisual pelo CBM (Centro Universitário Barão de Mauá). Frequentador assíduo das salas de cinemas, é também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›