Jurassic World: Dominion | Diretor Colin Trevorrow revela como a Covid alterou o filme

Jurassic World
Jurassic World (Divulgação)

A pandemia acabou atrasando diversas produções no mundo inteiro. Uma delas, Jurassic World: Dominion, que foi um dos filmes que primeiro voltou a ser rodado, e ainda assim passou por novos contratempos. O diretor, Colin Trevorrow resolveu abrir o jogo sobre como a Covid-19 impactou o resultado do filme.

“Algumas coisas, do ponto de vista cinematográfico foram mudadas. Normalmente, porque estamos sempre apertados e tentando definir uma data de lançamento, especialmente em alguns dos territórios onde estamos lançando mais cedo”.

“[Num processo normal] terminamos os efeitos visuais enquanto estamos mixando o som, e logo depois que fazemos os cortes. Desta vez, tivemos que fazer todas essas coisas separadamente, e no seu próprio tempo. Especialmente a mixagem de som. Então, é apenas uma maneira muito mais humana de fazer um filme. Eu gostaria de poder fazer assim o tempo todo. Tira um pouco da intensidade do processo normal”.

Não é a primeira vez que o diretor fala sobre isso. Anteriormente Trevorrow havia dito numa entrevista ao site ComicBook.com que a Covid fez com que Dominion tivesse se tornado emocionalmente rico, pois conseguiu trabalhar cada aspecto.

“É diferente de qualquer experiência que eu já tive e provavelmente jamais terei. Vivi com meu elenco por quatro meses enquanto fizemos esse filme e todos nos conhecemos muito, muito bem. Fomos capazes de cavar o filme e trabalhar em cada um desses personagens de uma maneira que eu nunca teria tido a oportunidade de fazer. Esse tipo de imersão constante não é realmente a maneira como os filmes são feitos, onde as pessoas estão vivendo em seus lugares separados e você vê-los no set.”

Confinados no set

Owen (Chris Pratt) em Jurassic World (Reprodução / Universal)
Owen (Chris Pratt) em Jurassic World (Reprodução / Universal)

Vale lembrar que ele disse isso, devido ao isolamento que os atores fizeram no Reino Unido, então todos foram confinados juntos, para poderem trabalhar.

“É um filme muito rico emocionalmente e tematicamente rico. Tem muita coisa em mente – porque todos nós fizemos”, continuou Trevorrow.

“E eu acho que ele entende cada um desses personagens melhor do que nunca, porque cada um desses atores tem sido jogá-los por tanto tempo que eles são a autoridade final em seu próprio personagem. De certa forma que fiz em Segurança Não Garantida, realmente dei a todos os atores a oportunidade de – de muitas maneiras – escrever, realmente cavar e encontrar a verdade em cada uma dessas pessoas. E o produto disso é algo que eu nunca poderia ter feito sozinho. É muito especial.”

Jurassic World: Dominion verá o retorno de Sam Neill como Dr. Alan Grant, Laura Dern como Dr. Ellie Sattler, Jeff Goldblum como Ian Malcolm, Chris Pratt como Owen Grady, Bryce Dallas Howard como Claire Dearing, Jake Johnson como Lowery Cruthers, Omar Sy como Barry, Daniella Pineda como Zia Rodriguez, Justice Smith como Franklin Webb, Isabella Sermon como Maisie Lockwood, BD Wong como Dr. Henry Wu, e Campbell Scott como Dr. Lewis Dodgson.

Dichen Lachman, Scott Haze, Mamoudou Athie e DeWanda Wise também foram escalados para papéis desconhecidos.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.

Veja mais ›