Itens de Pantera Negra 2 podem ter confirmado suspeita sobre Namor

Personagem deverá ter história de origem modificada no filme.

publicidade

Alguns itens da produção de Pantera Negra: Wakanda Forever deram a entender que as especulações sobre a origem de Namor ser diferente dos quadrinhos estavam realmente certas.

Imagens publicadas no Twitter mostram um boné e um moletom com algumas inscrições associadas aos astecas.

publicidade

Na legenda, está escrito:

“Então, a equipe que trabalhou em Wakanda Forever recebeu um boné e uma blusa por trabalhar no filme. Parece Tepeyollotl, o Deus Jaguar Asteca. Parece que atlantes vão ser apenas astecas.”

Veja:

publicidade

O personagem será interpretado pelo ator Tenoch Huerta, e já existem muitas especulações de que sua história seria modificada para que não haja comparações com o Aquaman, da DC, uma vez que as histórias de origem dos dois personagens já são bastante parecidas.

Ao invés de ser originário do reino de Atlântida, como acontece nos quadrinhos, tanto Namor quanto serão próprio povo têm sua origem em uma cidade história que está submersa e fica localizada em uma região da América Central.

publicidade

No filme, o personagem será filho de um homem humano com uma rainha do povo submerso.

A composição visual do personagem, entretanto, permanecerá semelhante à dos quadrinhos.

Daniel Kaluuya é W'Kabi em Pantera Negra (Divulgação)
Daniel Kaluuya é W’Kabi em Pantera Negra (Divulgação)

Martin Freeman diz que foi triste filmar Pantera Negra 2 sem Chadwick Boseman

publicidade

O ator interpreta o personagem Everett Ross no MCU e disse que se divertiu bastante ao retornar para Pantera Negra: Wakanda Forever, porém, estranhou não ter Boseman no estúdio.

Ele até chegou a dizer ao site Collider que, por melhor que seja o trabalho do diretor Ryan Coogler, ainda sente muito pela ausência do colega, que faleceu devido a um câncer.

“É tudo bem estranho. Por um lado, você está fazendo um filme que você está lá para fazer, e tem tantas pessoas nos sets que se juntaram para fazer o filme. Mas também não há dúvidas de que, no fundo, existe um buraco agora, e você sente aquilo. Com todo o respeito a Ryan Coogler e a todo o resto do pessoal, que deu o suor e sangue para fazer esse filme direito, foi divertido. Foi legal”, disse o ator.

“Mas foi algo diferente. Claro, foi assim porque o Chadwick não estava lá. Não existe maneira de contornar isso. Eu acho que todo mundo estranhou e ficou um pouco triste, mas ao mesmo tempo, as coisas na vida não simplesmente acabam. […] Existem ainda outras histórias para contar naquele mundo e outros grandes personagens”, afirmou.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›