Comédia, ação ou drama? Chefão da Marvel chama novo Thor de “gênero Taika”; entenda

Presidente da Marvel garantiu que apesar de ser uma sequência o filme tem sua própria história

publicidade

Thor: Amor e Trovão enfim chega aos cinemas na próxima semana, como o 4º filme solo do Deus do Trovão, e o 2º da franquia dirigido por Taika Waititi, e embora seja uma continuação de seu anterior, segundo Kevin Feige o longa não pode ser chamado de Ragnarok 2.

O presidente da Marvel Studios passava pelo tapete vermelho da premiere do filme, quando foi abordado pela equipe do site Marvel.com, que lhe perguntou como ele estava se sentindo ao lançar mais uma produção do Universo Cinematográfico Marvel.

“Este é o nosso primeiro (filme) solo parte quatro, então isso é emocionante. Eu disse ao Chris (Hemsworth): ‘Esse parece o primeiro’. E Taika, tivemos que sair do nosso caminho para não chamá-lo de Ragnarok 2. E não é, como Taika lhe dirá, mas é essa energia renovada que nos seguiu por anos e anos neste filme, o que é muito emocionante”, ele afirmou.

publicidade

Ao ser indagado sobre qual gênero melhor descreve Thor: Amor e Trovão, Feige deu uma resposta estranha, mas que faz sentido.

“Este gênero é o gênero Taika. É o gênero Taika Waititi em si mesmo, e há uma tonelada de diversão como você já viu em todos os trailers. Taika disse: ‘Eu não quero fazer Ragnarok 2, eu quero contar uma nova história.’ E o título está lá. Há muita mais emoção nisso, que em Ragnarok, mas particularmente em muitos dos outros filmes de Taika, você vê esse equilíbrio, e é realmente isso que todo o elenco traz neste”, ele garantiu.

Jane Foster (Natalie Portman) e Thor (Chris Hemsworth) em Thor: Amor e Trovão (Reprodução / Marvel)
Jane Foster (Natalie Portman) e Thor (Chris Hemsworth) em Thor: Amor e Trovão (Reprodução / Marvel)

Thor: Amor e Trovão

Thor: Amor e Trovão acompanha Thor em um momento de autodescoberta, onde ele precisa retornar ao papel de herói diante o surgimento de um novo e poderoso vilão disposto a exterminar todos os deuses do universo, Gorr, o Carniceiro dos Deuses

O Deus do Trovão não enfrentará essa nova batalha sozinho, ele contará com o apoio da (agora) Rainha Valquíria e Korg, além de sua ex-namorada Jane Foster, que surpreendentemente retorno depois de tantos anos como a Poderosa Thor.

O longa tem direção de Taika Waititi, que escreveu o roteiro com Jennifer Kaytin Robinson, e produção de Kevin Feige e Brad Winderbaum.

Além de Chris Hemsworth como Thor, o elenco conta com Natalie Portman como Jane Foster/Poderosa Thor, Christian Bale como Gorr, O Carniceiro dos Deuses, Russell Crowe como Zeus, e Jaimie Alexander como Sif, além da participação das estrelas de Guardiões da Galáxia: Chris Pratt, Dave Bautista, Karen Gillen, Sean Gunn e Pom Klementieff.

Thor: Amor e Trovão chega aos cinemas brasileiros em 7 de julho.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›