Cobra Kai: Por que Tory está certa em odiar Sam LaRusso?

Cena de Cobra Kai (Reprodução / Netflix)
Cena de Cobra Kai (Reprodução / Netflix)

A rivalidade entre Samantha LaRusso e Tory Nichols se tornou um dos principais enredos de Cobra Kai e, embora Tory tenha sido posicionada como a vilã, ela é realmente bastante justificada em seu ódio por Sam.

Tory certamente leva a rixa longe demais no final da 3ª temporada, mas apenas por causa de como Kreese conseguiu transformá-la em sua mentalidade de “sem misericórdia”.

Seus métodos podem ter se tornado muito violentos, mas as circunstâncias de Tory a tornam uma personagem simpática, e suas principais razões para odiar Sam são definitivamente compreensíveis.

Ao longo de suas três primeiras temporadas, Cobra Kai geralmente fez um bom trabalho ao dar visões diferenciadas de seus personagens centrais.

O bullying nunca é tolerado, mas a maioria dos agressores pelo menos obtém motivações compreensíveis para seu comportamento.

A série é em grande parte uma história sobre redenção, sobre como as pessoas têm a capacidade de mudar seus caminhos e como as coisas que acontecem com você não devem definir quem você é.

Isso é visto na história de Johnny, em Eli “Hawk” se voltando contra Kreese, e provavelmente continuará a ser uma grande parte do arco de Tory também.

De todas as crianças que são levadas para o lado negro de Kreese em Cobra Kai, Tory pode ter a maior justificativa para sua raiva com o mundo.

Ela basicamente se torna a cabeça de sua família antes mesmo de completar 18 anos, cuidando de sua mãe doente e de seu irmão mais novo enquanto ainda vai à escola e trabalha em vários empregos.

Quase todas as dificuldades foram jogadas no caminho de Tory, deixando-a compreensivelmente amarga contra o mundo, especialmente com outras garotas de sua idade como Sam, que aparentemente recebem tudo em uma bandeja de prata.

Quando Sam conhece Tory, ela não sabe de nada disso. O que ela vê é uma garota legal e confiante chegando perto de sua velha amiga Aisha.

A rivalidade entre Sam e Tory em Cobra Kai começa porque Sam acusa Tory de roubar a carteira de sua mãe (uma acusação completamente falsa).

Cena de Cobra Kai (Reprodução / Netflix)
Cena de Cobra Kai (Reprodução / Netflix)

Sim, Tory se gabou de roubar vodca do bar do country club alguns momentos antes, mas isso está muito longe de roubar os pertences pessoais de alguém.

Sam faz a acusação principalmente porque ela não gosta de Tory, ou possivelmente porque ela está sendo classista (assumindo que Sam é um ladra porque ela é uma “estranha” no clube), e quando Tory tenta se afastar e neutralizar a situação, Sam fisicamente a aborda.

Isso é um começo ruim o suficiente da parte de Sam, mas fica pior. O beijo dela e de Miguel na festa do fim do verão é tanto (possivelmente mais) para Miguel do que para ela, mas ainda é uma aparência ruim, e a raiva subsequente de Tory é extrema, mas compreensível.

Ela leva a violência longe demais? Absolutamente. Mas a raiz de sua raiva faz sentido. Sam representa tudo o que Tory despreza como falsidade e um senso de superioridade.

Quando Sam visita Miguel no hospital em Cobra Kai temporada 3, ela desconsidera sua afirmação de que Tory é uma boa pessoa ao afirmar que “todo mundo tem uma história triste”.

Isso é uma coisa extremamente impensada de se dizer, visto que Tory trabalha em dois empregos para sustentar sua família, enquanto Sam dirige o Audi de seus pais para a escola.

As ações de Tory contra Sam são completamente justificadas. Definitivamente, há esperança para as duas se reconciliarem no futuro, mas Sam precisaria reconhecer suas próprias deficiências para que isso acontecesse.

Enquanto ela continuar a ignorar seu próprio privilégio e a forma acusatória com que tratou Tory desde o início, nada provavelmente vai se acertar entre as duas. Felizmente, ela pode aprender algo com o relacionamento de Daniel com Johnny e assumir a responsabilidade por sua própria parte na rivalidade na 4ª temporada de Cobra Kai.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›