Bacurau está nas semifinais do Bafta, o Oscar britânico

Bacurau
Bacurau ( Foto Divulgação)

Parece que esta temporada será agitada para Kléber Mendonça. Isso porque Bacurau, filme dirigido por ele com Juliano Dornelles, ganhou mais um capítulo na sua trajetória de sucesso.

O longa que já tem hoje o Prêmio do Júri de Cannes e está elegível para o Oscar, agora concorre ao Bafta na categoria de Melhor filme em língua não inglesa.

As indicações serão reveladas no dia 9 de março e a premiação ocorrerá somente em abril. Nesta etapa os especialistas que irão votar, assistem a todos os filmes que podem ser indicados em março.

Após assistirem a Bacurau e seus 15 concorrentes a serem indicados na mesma categoria, os votantes irão selecionar os cinco títulos que poderão ganhar o prêmio no mês de abril. O júri é composto por membros da Academia Britânica de Artes do Cinema e Televisão.

Bacurau concorre com os seguintes filmes, El Agente Topo (Chile), Colectiv (Romênia), Dorogie Tovarishchi (Rússia), Druk (Dinamarca), Minari (dos Estados Unidos, mas com diálogos em coreano), Les Misérables (França), Nuevo Orden (México), The Painter and the Thief (Noruega), Quo Vadis, Aida? (Bósnia), Rosa e Momo (Itália) O Traidor (Itália), Transtorno Explosivo (Alemanha) e The Truffle Hunters (Itália) e Ya No Estoy Aquí (México).

Druk e Les Misérables já concorreram com Bacurau em Paris e Nova Iorque. Aparentemente os filmes da Dinamarca e França, respectivamente, alcançaram o mesmo patamar de prestígio que o filme brasileiro.

Bacurau já venceu 35 estatuetas entre cerimônias e festivais nacionais e internacionais.

O filme, que vem conquistando o exterior, fala sobre a pequena cidade homônima que se une para lutar contra a invasão estrangeira e processo de gentrificação.

Estrelado por Sônia Braga, Bárbara Colen, Thomas Aquino, Silvero Pereira e Udo Kier, estreou em 2019 e encerra um ciclo de grandes sucessos nacionais, iniciados pela efervescência cultural e cinematográfica pernambucana nas duas últimas décadas.

Sou uma mulher que sempre sonhou em viver de escrever. Amo tudo sobre cultura pop, cinema e TV…. Ah cerveja e gatos!


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›