Astro de Stardust, Johnny Flynn revela que recebeu mensagens de ódio após filme

Stardust: Reprodução

A distribuição gratuita de ódio na internet não poupa nenhuma pessoa.

Recentemente, o ator Johnny Flynn afirmou à NME que recebeu ‘cartas de ódio’ depois de muitos fãs de David Bowie terem assistido à sua performance no filme Stardust.

Quando o trailer saiu, houve algumas semanas de coisas bem pesadas online. Eu não sou muito ligado nas redes sociais, mas eu estava recebendo muitas cartas violentas de ódio e coisas de pessoas dizendo: ‘Você interpretou [Bowie] como se ele fosse inseguro.’”, contou o ator.

O problema não parou por aí. Ele também contou que recebeu mensagens de cunho homofóbico, porque mesmo com todo o conhecimento disponível, ainda há quem acha que está autorizado a ofender pessoas em função de suas características sexuais. O motivo foi pelo fato de o personagem aparecer de vestido em cena.

O ator acredita ainda que a produção é uma grande oportunidade para os fãs poderem conhecer quem era David Bowie como Ziggy Stardust, ainda antes de se tornar famoso.

Eu estou tão feliz que o filme talvez seja uma educação para pessoas que quebra alguma versão pronta de David que eles têm na mente. Isso por si só parece uma justificativa para fazer isso, para colocar uma luz no David que você não viu”, comentou ele.

O filme foi também criticado por não ter mostrado os grandes sucessos da carreira do cantor, mas isso já era esperado já que os detentores dos direitos do patrimônio artístico do músico não deram a autorização necessária.

Um dos filhos de Bowie chegou até a dizer algum tempo atrás:

“Não estou dizendo que esse filme não vai acontecer, eu honestamente não sei. O que quero dizer é que o filme não terá nenhuma das músicas do papai e não consigo imaginar isso mudando. Se você quiser ver uma cinebiografia sem as músicas dele e a bênção da família, aí fica por conta da audiência”.

Entretanto, o ator explicou que a produção realmente não tinha a intenção de ser um musical.

“[O diretor Gabriel Range] viu patrimônios e banda se envolverem em outros projetos antes e meio que homogeneizar as coisas. Então, eu sabia que ia decepcionar algumas pessoas e não foi uma escolha fácil fazer o filme […] foi muito mais interessante do que fazer um musical de jukebox de grandes sucessos. Eu acho que as pessoas pensam que esse é um filme biográfico cínico na linha de Bohemian Rhapsody ou Rocketman, então eles ficam ofendidos com a ideia de que não é”.

Stardust estreou nos cinemas e nas plataformas de streaming no dia 25 de dezembro de 2020.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›