Espólio de Marilyn Monroe defende Ana de Armas após atriz ser duramente criticada

Sotaque latino da atriz foi criticado após lançamento do trailer do filme

publicidade

A atriz cubana Ana de Armas tem sido bastante criticada por sua atuação no filme Blonde, que conta a história da atriz Marilyn Monroe.

Após a liberação do trailer, a atriz começou a sofrer ataques tanto do público quanto da crítica, principalmente pelo seu sotaque latino que, para eles, parece um problema.

publicidade

Entretanto, o próprio espólio da estrela de Hollywood, o Marilyn Monroe Estate, saiu em defesa da protagonista e teceu elogios a ela.

O presidente de entretenimento do Authentic Brands Group (ABG), Marc Rosen, que também é o dono do Marilyn Monroe Estate afirmou à revista Variety que Ana de Armas foi uma “ótima escolha” para representar Marilyn nas telas.

Ana de Armas nas gravações de Blonde (Divulgação/Netflix)

“Marilyn Monroe é um ícone singular de Hollywood e da cultura pop que transcende gerações e história. Qualquer atriz que assume esse papel sabe que tem um grande lugar para preencher”, iniciou Rosen.

“Com base apenas no trailer, parece que Ana foi uma ótima escolha de elenco, pois captura o glamour, a humanidade e a vulnerabilidade de Marilyn. Mal podemos esperar para ver o filme na íntegra”, elogiou ele.

publicidade

Apesar de nem todas as pessoas saberem, já faz um bom tempo que o diretor Andrew Dominik busca uma atriz para interpretar a estrela no filme. Ele passou quase dez anos para encontrar uma artista que julgasse perfeita para dar vida a Marilyn em seu filme.

Marilyn Monroe em Quanto Mais Quente Melhor (Reprodução)
publicidade

O projeto está em desenvolvimento desde o ano de 2010, e o diretor chegou a cogitar os nomes das atrizes Jessica Chastain e Naomi Watts, mas acabou desistindo.

Ele só conseguiu bater o martelo em 2019, quando escalou Ana de Armas. A atriz revelou que sabia que o papel lhe traria vários desafios, mas acreditou em si mesma e decidiu seguir em frente.

Para ela, “uma cubana interpretando Marilyn Monroe seria inovador.”

publicidade

“Eu queria tanto. Você vê aquela foto famosa dela e ela está sorrindo no momento, mas isso é apenas uma fatia do que ela realmente estava passando na época”, afirmou a atriz na época em que foi contratada.

Vale lembrar que o filme não é completamente fiel à vida real de Marilyn, já que ele foi baseado no romance Blonde, escrito por Joyce Carol Oates. A escritora tomou a liberdade de misturar ficção e realidade em sua obra, o que acabou sendo levado às telas na adaptação.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›