História do pai de Sheldon pode destruir cronologia de The Big Bang Theory

Produtores temem que morte do personagem afaste audiência

Young Sheldon encontra-se em um verdadeiro dilema que iniciou quando a série ainda nem existia.

Em The Big Bang Theory, Sheldon conta que perdeu seu pai quando ele tinha 14 anos de idade o que significa dizer que a série derivada está ficando cada vez mais próxima de retratar a morte de George.

Entretanto, uma nova revelação dos bastidores sugeriu que o spin-off poderá manter Georgie vivo, ignorando o acontecimento narrado na série original.

Conforme revelado no livro de Jessica Radloff, The Big Bang Theory Oral History, o produtor executivo e escritor Steve Molaro admite que se arrepende de ter criado a confissão de Sheldon sobre pegar George com outra mulher, que é um caso precursor de sua morte.

Ele acredita que matar o patriarca da família Cooper agora pode ser um verdadeiro desastre para a série.

Lance Barber como George Cooper em Young Sheldon (Reprodução)
Lance Barber como George Cooper em Young Sheldon (Reprodução)

Por que matar George pode significar o fim do Young Sheldon?

George era um personagem estabelecido antes de estrear em Young Sheldon, graças às histórias de Sheldon e sua mãe, Mary, embora a maioria delas não fosse muito lisonjeira.

No entanto, o spin-off teve que tomar algumas liberdades criativas ao retratar o personagem, pois a versão de George conhecida em The Big Bang Theory tornariam Young Sheldon sombria e triste.

Agora, o patriarca Cooper já é uma grande parte da narrativa do programa. Perdê-lo por causa de uma morte terá um impacto significativo na dinâmica geral do programa.

Simplificando, Young Sheldon não poderá continuar com seu formato atual após a morte de George, mas mudar sua abordagem de narrativa pode afastar sua audiência fiel.

Zoe Perry como Mary em Young Sheldon (Reprodução)
Zoe Perry como Mary em Young Sheldon (Reprodução)

Mas existe escolha, afinal?

Não parece que a produção terá outra escolha a não ser seguir em frente com a morte do personagem. Durante anos, o spin-off sabia que esse momento chegaria e também tinha noção de que isso mudaria as coisas significativamente.

No entanto, à medida que Sheldon e Missy crescem e a prequela avança na linha do tempo estabelecida, a trama não pode mais atrasar a morte de George, muito menos ignorá-la.

Sua morte alterou a trajetória da vida da família. Missy passou por uma fase rebelde e Sheldon foi forçado a cuidar de sua mãe e irmã, enquanto Mary estava tão triste que pode ter sido a razão pela qual ela voltou para a igreja.

Caso optem por mantê-lo vivo agora, os produtores da série estarão criando uma das maiores inconsistências em relação ao enredo de The Big Bang Theory, o que destruiria completamente a continuidade já estabelecida na franquia.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›