Vikings: Semelhanças e diferenças entre Floki na vida real e na série

Divulgação: Vikings

Os fãs de Vikings aguardam ansiosamente para saber o futuro de Floki, querido personagem, e esperam que ele retorne nos episódios finais da série, embora também há aqueles que acreditam que o personagem morreu na caverna.

Mas, afinal, como a morte de Floki na série se compara à morte do Floki da vida real?

1. Como é Floki em Vikings?

Em Vikings Floki é um construtor de barcos de personalidade cética, excêntrica e um pouco misteriosa que o fazia se destacar dos demais.

É um grande amigo do protagonista Ragnar e muitas vezes se apresenta emocionalmente perturbado ou com raiva, como no momento em que matou o monge Athelstan, que também era um amigo querido do protagonista.

A motivação para cometer esse assassinato, inclusive, está na sua devoção e apego aos deuses nórdicos, por medo de que Athelstan pudesse transformar Ragnar em um homem cristão.

Conforme o personagem foi sendo desenvolvido, ele decidiu se estabelecer na Islândia, acreditando que lá era Asgard, em acontecimentos mostrados na quinta temporada.

Depois de se desiludir com sua fé nos deuses pelo desmoronamentode seu assentamento, o Vikings acabou entrando em uma caverna onde encontrou uma cruz cristã. A caverna era um vulcão que entrou em erupção e, possivelmente, matou o personagem.

Uma das teorias é de que Floki retorne na parte final da sexta temporada e esteja convertido à religião cristã.

2. Como foi Floki na vida real?

Todos sabemos que Floki é baseado em uma pessoa que realmente existiu, diferente de Ragnar e Lagertha, por exemplo, cujo enredo é criado com base em diferentes histórias contadas.

Entretanto, os criadores da série acabaram idealizando o personagem utilizando-se da liberdade criativa característica desse tipo de produções.

Floki é baseado em Hrafna-Flóki Vilgerðarson, conhecido pela história como o primeiro nórdico a navegar para a região da Islândia, acompanhado por sua família – diferente do que acontece na série.

Floki acabou retornando para a Noruega e, posteriormente, navegou mais uma vez até a Islândia, onde viveu até o fim dos seus dias, tendo uma morte, provavelmente, natural.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS