The Good Doctor: cena de episódio 4×05 mostra lado incrível de Shaun e emociona; confira

The Good Doctor: Reprodução

O Dr. Shaun (Freddie Highmore) está realmente se esforçando para, além de ser um bom doutor, se tornar também um bom professor para seus residentes, e, como era de se esperar, ele está se saindo muito bem.

Em um mês de exibição, a série chegou ao seu primeiro hiato e o fez deixando Shaun em processo de mais evolução como pessoa.

O cirurgião, que tem diagnóstico que o enquadra nos transtornos do espectro autista, está vivendo seus melhores momentos na série (tanto profissional, quanto pessoalmente) e isso foi, sutilmente, mostrando no quinto episódio da quarta temporada, não por acaso intitulado Fault (Culpa, em inglês).

É justamente neste episódio que o vemos bastante preparado para ser um bom professor e falamos sobre isso à frente.

Antes de prosseguir, como sempre, porque eu te considero muito, meu querido leitor, aviso: SPOILERS À FRENTE!

Em Fault, vimos uma cena na qual Shaun está dando a seus residentes um pouco mais de autonomia em suas decisões. Como todo estudante de Medicina sabe, isso é maravilhoso e também terrível.

Acontece que o personagem Asher (interpretado por Noah Galvin) cuida de seu paciente Carl, que é um bailarino que se queixa de dores nas costas.

O residente não consegue ver nos exames um aneurisma que poderia matar o paciente (algo que o protagonista certamente teria visto).

Por isso, Lim diz a Shaun que essa não deveria ser uma responsabilidade a se passar a um aluno, o que faz com que Shaun comece a estudar para se preparar para ser um professor melhor.

No dia seguinte, ele chega carregado com uma lista de habilidades que espera que Asher e Olivia (Summer Brown) adquiram com o tempo.

Enquanto isso, Carl está se recuperando de sua intervenção quando os médicos detectam um segundo aneurisma.

Infelizmente, o paciente vem a óbito e Shaun se sente mal por não conseguir se comunicar bem com seus alunos devido às suas poucas habilidades sociais e interpessoais.

Para que não ocorram mais mortes, ele decide falar com Glassman, seu mentor, que o aconselha apenas a ir para casa.

Entretanto, o protagonista decide tomar outra decisão. Ele procura Asher e se senta ao seu lado para encorajá-lo, o que surte um efeito muito maior.

Ao fazer isso, o protagonista mostrou o quanto conseguiu evoluir com suas habilidades de comunicação. Tornar-se professor certamente o levará a desenvolver essa capacidade e o ajudará a evoluir como pessoa.

Nos resta aguardar para ver como ele se sairá nos próximos episódios que retornam em janeiro.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS