Star Wars tem a base de fãs mais tóxica do mundo, diz ator dos filmes

Simon Pegg fez desabafo durante participação em programa de rádio sobre constantes ataques racistas que atores dos filmes sofrem

publicidade

Simon Pegg talvez tenha gerado ira dos fãs com uma declaração polêmica. O ator disse que atualmente a base de fãs mais tóxica é a de Star Wars.

O ator foi entrevistado num programa de rádio americano e questionado sobre sua experiência com fãs nas principais franquias que já esteve, Star Trek, Star Wars e Dr. Who.

publicidade

“Como alguém que já foi achincalhado e violentado quando os prelúdios saíram, vou dizer que a base de fãs de Star Wars parece a mais tóxica nesse momento. E talvez eu possa criar controvérsia dizendo isso”, disparou em entrevista Sirius XM. 

Simon Pegg como Unkar Plutt em Star Wars
Simon Pegg como Unkar Plutt em Star Wars (Reprodução)

Para ele, os fãs de Star Trek acabam sendo mais afetivos e mais inclusivos, já que a série tem sido bastante diversa desde que foi lançada na década de 1960. Ele fez inclusive, uma comparação com Star Wars, cujos fãs são racistas sempre que um novo ator é anunciado. 

“Com Star Trek não tem aquele negócio de você ser acordado de repente e ver uma polêmica [e gente brigando online], e isso é progressivo de Star Wars, que só agora está começando a ter um pouco mais de diversidade. E é muito triste.” 

publicidade

Pegg já foi responsável por zoar os filmes criados por George Lucas, quando os prelúdios saíram por causa do personagem Jar Jar Binks, e afirma que parou com isso, em respeito a Ahmed Best, ator que interpreta o personagem. 

“Eu pedi desculpas pelas coisas que eu disse sobre Jar Jar Binks, porque tinha um ator foda envolvido. Ele estava ficando mal, e poxa, é um ser humano ali. Ele sofreu, teve muito ódio e me sinto mal por ter feito parte disso”.

publicidade
Moses Ingram como Reva em Obi-Wan-Kenoni
Moses Ingram como Reva em Obi-Wan-Kenoni (Divulgação/ DIsney+)

Racismo em Star Wars

O racismo dentro da comunidade fã de Star Wars é tão forte que a atriz Moses Ingram, que recentemente estrelou a série do Disney+, Obi-Wan Kenobi, recebeu avisos da produção que seria atacada online e não deu outra. 

Quando a série entrou no ar na plataforma de streaming choveram reclamações sobre a atriz. Ele chegou a ir até as redes sociais mostrar os prints dos ataques que recebeu.

publicidade

O perfil oficial de Star Wars se posicionou: “Estamos orgulhosos em dar as boas-vindas a Moses Ingram à família Star Wars e empolgados com o desenrolar da história de Reva. Se alguém pretende fazê-la sentir-se indesejada, temos apenas uma coisa a dizer: resistimos. Existem mais de 20 milhões de espécies sencientes na galáxia de Star Wars, não escolha ser racista.”

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›