Senador dos EUA pede aos streamings que funcionem de graça; entenda o motivo

Netflix: Logo – Divulgação

Um senador dos Estados Unidos está pedindo a Netflix, HBO Max, Disney + e outros serviços para fazer streaming gratuito para as férias.

O representante do Maine, Angus King, teve tal ideia com o intuito de ajudar a desacelerar a disseminação do COVID-19. Tal fato foi noticiado pelo Comic Book. Ele escreveu uma carta às várias organizações e expôs suas reivindicações.

Ficar dentro de casa durante os períodos de quarentena no início deste ano levou a algumas das mais altas audiências de TV de 2020. Não seria difícil ver como tornar tudo isso gratuito por um tempo pode atrair um aumento na audiência num geral.

As pessoas não podem estar nas ruas se estiverem muito ocupadas assistindo O Gambito da Rainha ou The Mandalorian, e obviamente diminuindo as aglomerações.

Confira abaixo o que o Senador escreveu:

À medida que as organizações em todo o país continuam a responder à disseminação do novo coronavírus, ou COVID-19, estou procurando discutir e considerar o papel exclusivo que suas empresas desempenham no fornecimento de atividades baseadas em conteúdo nesta temporada de férias“, escreveu King em seu site.

Especificamente, encorajo você a remover temporariamente quaisquer considerações de custo para o uso de seus serviços para não assinantes atuais como um serviço público para aqueles que buscam permanecer seguros e em ambientes fechados nesta temporada de férias, em oposição aos riscos envolvidos, visto que o país vê um aumento dramático de casos de pandemia.”

“Os Centros de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) emitiram orientações recomendando que ações específicas da comunidade sejam tomadas para limitar a exposição ao vírus e, além disso, encorajou os americanos a evitarem suas viagens de férias habituais para reduzir a transmissão do coronavírus…” acrescentou o Senador.

Por fim, o senador argumentou: “Neste momento, devemos encontrar maneiras de incentivar as pessoas a seguir as orientações do CDC, de seu empregador, de autoridades locais de saúde pública ou de líderes escolares. Infelizmente, alguns americanos tendem a optar por ignorar os conselhos de saúde pública e manter suas tradições típicas de férias, em vez de permanecerem em segurança em casa”.

“Embora suas plataformas provavelmente experimentem um tráfego maior como consequência da extensão do serviço, encorajamos você a fornecer um serviço temporário sem custo para não assinantes como uma forma de encorajar as pessoas a fazerem escolhas responsáveis ​​e navegar com segurança neste período de festas”.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›