Jurassic Park: Sam Neill faz revelação impressionante sobre Alan Grant

Alan Grant (Sam Neill) em Jurassic Park 3 (Reprodução / Universal)
Alan Grant (Sam Neill) em Jurassic Park 3 (Reprodução / Universal)

Sam Neill se destacou em diversos filmes em sua carreira, contudo, ele sempre é lembrado por interpretar Dr. Alan Grant nos filmes de Jurassic Park.

Em uma entrevista para o Collider, Neill admitiu que só conseguiu interpretar Grant por completo em Jurassic Park 3.

“Para mim, quando cheguei ao terceiro, provavelmente no final do dia, eu meio que descobri como interpretar aquele personagem, o que eu realmente não tinha conseguido no primeiro”.

Ele continuou:

“Eu ainda estava tentando me exercitar, como você interpreta aquele cara do chapéu? Algo que é completamente natural para alguém como Harrison Ford. Não naturalmente para mim. E algo em que Chris Pratt, um cara fantástico, pensou muito e realmente descobriu como fazer. E você tem que pensar em como fazer isso. É uma habilidade especial”.

E acrescentou:

“Você não está apenas interpretando um personagem. Você precisa de todo um conjunto de habilidades. Você precisa de um arsenal inteiro para jogar um herói de ação e eu gostaria de saber quais eram essas habilidades quando fizemos o primeiro, mas aí estamos nós!”.

Esse relato é provavelmente surpreendente, dado o quanto os fãs amam sua atuação no filme de estreia da franquia e a recepção geral sem brilho à terceira parte,

Mas esses comentários são um bom presságio de quão mais confortável o ator ficará ao reprisar Grant em Jurassic World: Dominion.

Apoio ao filme

O próprio Neill também compartilhou seu apoio ao Jurassic Park III, que estagnou a franquia por vários anos, incluindo sua apreciação de um momento em que um raptor fala com ele em um sonho.

“Eu pensei, ‘Isso é muito legal!’”, o ator brincou sobre o raptor falante. E continuou:

“Eu estava conversando com alguém no início do dia que disse: ‘Eu realmente gosto de Jurassic Park III e ele recebe um [tratamento] injusto’. Ele era do Rotten Tomatoes, acho que era ele. E eu disse: ‘Muito obrigado!’ Concordo que os últimos 10 minutos são muito fáceis e muito apressados, mas acho que até esse ponto, é muito bom”.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›