Roteirista explica por que criou a maior reviravolta de The Good Doctor

The Good Doctor
Freddie Highmore como Dr. Shaun Murphy em The Good Doctor (Divulgação / ABC)

A quarta temporada de The Good Doctor – O Bom Doutor chegou ao fim com algumas surpresas para os fãs. Entre as principais estão a saída de Antonia Thomas, que interpreta a Dra. Claire. Mas o que os telespectadores gostaram mesmo foi o pedido de casamento que Lea fez a Shaun.

Em conversa com o Entertainment Weekly, o showrunner David Shore explicou que o pedido foi uma forma de trabalhar acontecimentos positivos do enredo, já que sabia que enfrentaria uma temporada difícil por ter que falar sobre a pandemia.

“Na metade do ano, começamos a pensar nesses termos. Nós tivemos um monte de coisas meio baixo astral, e decidimos ir com mais alguns pontos positivos este ano. Eles ainda são, espero, convincentes quanto às questões que isso levanta e oportunidades para contar histórias; Espero que isso abra essas portas para nós. Mas tem sido um ano difícil [para todos], queríamos dar uma chance a todos. [Risos]”.

Assuntos dolorosos

Shaun (Freddie Highmore) e Lea (Paige Spara) em The Good Doctor
Shaun (Freddie Highmore) e Lea (Paige Spara) em The Good Doctor (Divulgação/ABC)

Vale lembrar que os dois personagens principais passaram por um aborto, que Lea simplesmente revelou que não sabia como lidar. Isso mexeu também com Shaun que não sabia como ajudar a namorada.

“Foi exatamente isso [o aborto]. Saindo disso, não queríamos separá-los – pelo menos não ainda. Gostamos deles juntos e queremos continuar explorando [eles]. Todos os anos, queremos levar as coisas a um novo nível e explorar algo novo com Shaun e o resto dos personagens. Eles passaram por uma dificuldade e superaram. Ele provou ser um bom namorado e digno do amor dela. Acho que ela está percebendo neste momento, enquanto ele fica com ela”.

Curiosamente, na temporada anterior era Shaun quem estava pressionando Lea para ter um relacionamento, e agora foi a mulher quem tomou a iniciativa para fazer com que eles tivessem um matrimônio.

“Acho que isso foi muito importante. Você acertou o prego na cabeça até certo ponto. No ano passado, ele a estava perseguindo. Quero dizer, eles ainda estão muito apaixonados, mas ele não a está pressionando. Acho que dado o que ela passou – os dois passaram por isso, mas particularmente ela – era importante que ela fosse quem sinalizasse que estava no caminho mais positivo. Acho que se ele tivesse perguntado a ela, não importa qual seria a resposta dela, não teria parecido o mesmo”, disparou o diretor.

A série é exibida no Brasil pelo Canal Sony, com alguns episódios da temporada atual já disponíveis no Globoplay e também exibidos pela TV aberta, na TV Globo.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.

Veja mais ›