Record stalkeia e persegue atores de série bíblica fracassada nas redes sociais

Atores se queixam de invasão de privacidade por parte da emissora.

publicidade

Além do total fracasso e audiência, a série bíblica Todas as Garotas em Mim, produzida e exibida pela Rede Record está enfrentando um outro problema.

Na verdade, os atores estão se queixando que a emissora está stalkeando e controlando tudo que eles publicam em suas redes sociais e invadindo sua vida pessoal.

publicidade

Boa parte dos atores da série são jovens de 18 a 28 anos que estão sendo proibidos pela Record de fazerem qualquer publicação nas quais apareçam em alguma balada, festa, com bebidas alcoólicas ou com amigos.

Eles revelaram que, caso façam qualquer publicação dessa natureza, são obrigados a apagar imediatamente.

O rígido controle está sendo feito pela diretora de dramaturgia da emissora, Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo, dono da Record e da Igreja Universal do Reino de Deus, que é famosa por se envolver em escândalos envolvendo lavagem de dinheiro.

Todas as Garotas em Mim (Reprodução / YouTube)

Mas qual seria o motivo para esse controle todo?

publicidade

Ao que parece, a emissora deseja que os atores deem uma espécie de ‘testemunho’ aos espectadores, semelhante ao que é pregado nas igrejas a respeito da conduta pública dos seus membros, que são incentivados a serem ‘exemplo’.

O site Notícias da TV noticiou recentemente que até mesmo uma cartilha de comportamento foi passada aos atores contendo orientações sobre o que fazer ou não fazer em todas as situações do dia a dia.

publicidade

Com isso, foi solicitado que os artistas evitassem além das fotos de festas e bebidas, aparições de biquíni ou qualquer outro conteúdo considerado sensual.

Eles também não devem entrar em polêmicas, fofocas ou problemas envolvendo fãs ou haters.

Tudo isso tem gerado vários conflitos internos

Ainda de acordo com informações divulgadas recentemente, alguns representantes dos atores estão insatisfeitos com a situação e exigiram uma reunião com a direção da emissora.

publicidade

Eles acreditam que o controle da vida pessoal e até mesmo da publicação dos artistas pode prejudicá-los profissionalmente e levar até mesmo à perda de outros trabalhos futuros, já que são atores jovens.

Vale lembrar que a série não teve adesão o público e mantém níveis de audiência baixíssimos, com apenas 4,3 pontos de média na Grande São Paulo – sendo o pior desempenho de qualquer produção da emissora desde 2004.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›