Rami Malek conta como foi assistir Sem Tempo para Morrer com a família real britânica

Rami Malek em 007 - Sem Tempo Para Morrer (Divulgação/MGM)
Rami Malek em 007 – Sem Tempo Para Morrer (Divulgação/MGM)

007 – Sem Tempo para Morrer teve sua estreia mundial na semana passada, e claro que aconteceu um evento de estreia, que inclusive contou com a presença da família real britânica.

Rami Malek, que interpreta o vilão Safin de Sem Tempo para Morrer, estava, é claro, presente na estreia, assim como o Príncipe William, Kate Middleton e o Príncipe Charles.

Conhecer o trio pode parecer uma coisa realmente incrível, mas Malek disse ao E! Online que foi como encontrar velhos amigos, porque ele os havia conhecido antes. Malek explicou:

“Conhecer a realeza, é claro, foi incrível. Eu tenho que dizer isso. Eu conheci William, Príncipe William, Sua Alteza Real o Príncipe William, a Princesa Kate e o Príncipe Charles, é claro, nos BAFTAs e vê-los novamente, foi divertido, como encontrar velhos amigos, na verdade”.

Embora Malek não tenha falado diretamente com eles, ele se sente confiante de que o príncipe William pelo menos realmente gostou do Sem Tempo para Morrer. O ator explicou:

“Sentei-me bem atrás deles no camarote real. Estava observando a reação do príncipe William. Você pode ver muito pelo que a linguagem corporal de alguém estava fazendo. Acho que eles adoraram o filme. Essa foi a impressão que tive”.

Recepção da crítica

Confira o que os críticos estão comentando sobre 007 – Sem Tempo para Morrer.

“A quinta e última participação de Craig como o superagente secreto do MI6, James Bond, também é uma despedida apropriadamente complicada e, em última análise, perversamente satisfatória para o ator” – Michael O’Sullivan, Washington Post.

“Sem Tempo para Morrer fica em algum lugar entre os melhores filmes de Bond de Craig (Casino Royale, Skyfall) e os esforços menores (Specter, Quantum of Solace)” – Cary Darling, Houston Chronicle.

“Como um filme, relacionado a Bond ou não, está tudo bem: às vezes intrigante, às vezes não, às vezes chato, às vezes não. É um pouco mais bem-sucedido se pensarmos nisso como um tributo à era Craig e ao próprio astro” – K. Austin Collins, Rolling Stone.

“Fukunaga traz um estilo suave e bonito sem esforço para uma aventura harmoniosa e nitidamente nostálgica, reconhecendo as mudanças culturais que tornaram “problemáticas” partes da mitologia de Bond, ao mesmo tempo em que oferece algo verdadeiro para o que o público espera” – Todd Gilchrist, WhatToWatch.

“Este é um dos filmes de Bond mais emocionantes, no qual as coisas se fecham para Daniel Craig. Embora sua gestão não termine da melhor maneira possível, posso dizer que Sem Tempo para Morrer é um final ousado e memorável para uma era de Bond que mudou o jogo” – Ruth Maramis, FlixChatter Film Blog.

Veja mais ›