Produção de Missão Impossível relata “pesadelo” em trabalhar com Tom Cruise

 

Henry Cavill e Tom Cruise em cena de Missão Impossível Efeito Fallout
Henry Cavill e Tom Cruise em cena de Missão Impossível Efeito Fallout (Reprodução)

A situação dos bastidores de Missão Impossível 7 não está nada fácil, graças a Tom Cruise, que conhecidamente também não é uma pessoa fácil de se conviver. O jornal The Sun divulgou neste sábado (30), que profissionais envolvidos no longa estão considerando-o um verdadeiro pesadelo.

Eles reclamam que Tom ainda continua “obcecado”, e que é cada dia pior trabalhar ao seu lado. Tudo porque o ator está obrigando a equipe a trabalhar direto sem nenhuma folga.

“Muitos de nós adoraríamos cortar nossas perdas e deixar as coisas como estão por um tempo, e depois retomar quando pudermos”, disse uma fonte ao jornal britânico.

“Mas Tom está completamente obcecado em terminar e nada vai o filme impedi-lo. Ele é a pessoa mais determinada. É impressionante, mas ao mesmo tempo é um pesadelo”, continuou.

O filme saiu do Reino Unido, que entrou em lockdown por conta do coronavírus, e toda a produção viajou até os Emirados Árabes. Com grande parte dos voos cancelados, e a impossibilidade de levar em aeronaves todo o material necessário, Tom resolveu ir em um cruzeiro marítimo.

Com isso a tripulação tem mais uma preocupação: a impossibilidade de voltar para casa, já que voos diretos entre o Oriente Médio e o Reino Unido estão sendo proibidos.

Mesmo depois de um voo de volta para casa, de acordo com as restrições atuais da chamada lista vermelha, todos os viajantes dos Emirados Árabes Unidos para o Reino Unido deverão se isolar por 10 dias.

Supostamente, Tom Cruise teria comprado robôs para garantir a segurança do COVID-19 no set de filmagem.

“Agora, muitos membros da equipe de produção, especialmente os funcionários mais novos que não recebem grandes salários, estão revoltados e querem apenas ir para casa”, relatou a fonte ao The Sun.

“Isso está começando a parecer um verdadeiro pesadelo de uma produção – e, claro, muito disso é totalmente inevitável. Mas a esperança era que, depois das brigas e atrasos antes do Natal, filmar nos Emirados Árabes Unidos desse à equipe mais liberdade para avançar sem atrasos. Parece que tudo está contra nós no momento e o moral está realmente baixo”, acrescentou a fonte.

O blockbuster sofreu atrasos graves – inclusive devido a bloqueios de COVID-19 – desde o início da produção em 2019. Relatórios recentes também detalham a compreensível hiper-insistência da estrela nos protocolos de segurança COVID-19.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›