Por que Ragnar amou tanto Athelstan em Vikings?

Amizade entre dois personagens foi fundamental para a construção da narrativa da série

publicidade

Como toda série de batalhas épicas, a trama de Vikings estava cheia de muitas mortes, lutas, sangue e traições, mas não foi só isso. Desde a primeira temporada, a série teve espaço para contar uma história de amizade bastante genuína entre Ragnar e o monge Athelstan.

Athelstan era um monge cristão anglo-saxão que foi capturado e levado como escravo no primeiro ataque que os vikings fizeram ao Mosteiro de Lindisfarne, que marcou o início da era viking, sob a liderança de Ragnar.

publicidade

Ele foi poupado porque implorou por sua vida em nórdico antigo, o que impressionou o protagonista que decidiu mantê-lo como seu escravo de casa e da fazenda de sua família até que os dois se tornaram amigos.

Como Ragnar era um homem muito curioso, ele acabou se tornando interessado pelo universo de Athelstan e decidiu conhecer mais sobre ele.

Athelstan (George Bladgen) e Ragnar (Travis Fimmel) em Vikings (Reprodução)
Athelstan (George Bladgen) e Ragnar (Travis Fimmel) em Vikings (Reprodução)

O protagonista passou a usar o conhecimento do amigo para se preparar melhor para as futuras invasões e isso foi fortalecendo o vínculo entre os dois até o ponto em que Ragnar admitiu que poderia ter amado Athelstan mais do que ao próprio Floki, seu amigo de muito mais tempo.

publicidade

Athelstan, por sua vez, era um homem culto, disciplinado, generoso e inteligente que conhecia lugares que Ragnar não conhecia e é provável que o protagonista tenha visto algum de seus traços mais ocultos no amigo, porém, de uma forma diferente, já que o monge não se escondia por trás de uma parede de bravura como o guerreiro vikings o fazia.

Além disso, os dois estavam abertos a conhecer mais sobre a cultura do outro.

publicidade

Assim, de modo geral, essas foram as razões pelas quais Ragnar passou a amar tanto o escravo que se tornou amigo – e livre, posteriormente – já que ele via Athelstan por quem ele era e não somente como um homem exótico.

Athelstan (George Bladgen) e Ragnar (Travis Fimmel) em Vikings (Reprodução)

Mas essa amizade acabou custando um preço alto

O amor entre os dois era tão puro e verdadeiro que acabou deixando Floki completamente enciumado, e ele acabou assassinando o monge na terceira temporada da série.

publicidade

A morte de Athelstan teve um grande impacto em Ragnar, pois ele perdeu a única pessoa em quem podia confiar, marcando o início de sua queda, que aconteceu na temporada seguinte.

Vikings está disponível na Netflix.

Fonte: Screenrant

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›