Pior filme da Marvel? Thor 4 sofre queda assustadora

Filme teve queda de 68% nos Estados Unidos, mas números ainda são positivos mundialmente

publicidade

Apesar de continuar liderando nos cinemas, em seu segundo fim de semana, Thor: Amor e Trovão sofreu uma das maiores quedas em bilheteria do Universo Cineatográfico da Marvel até o momento.

Nos Estados Unidos, o filme arrecadou 46 milhões de dólares, porém, isso representou uma queda de 68% em relação ao fim de semana de estreia, superando Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, que sofreu queda de 67% na segunda semana.

publicidade

Ainda que seja ser natural que isso aconteça de uma semana para outra, o número é considerável, uma vez que isso pode indicar uma queda ainda maior nos próximos dias.

Jane Foster (Natalie Portman) e Thor (Chris Hemsworth) em Thor: Amor e Trovão (Reprodução / Marvel)
Jane Foster (Natalie Portman) e Thor (Chris Hemsworth) em Thor: Amor e Trovão (Reprodução / Marvel)

Apesar do ‘fracasso’ na segunda semana, filme ainda é um grande sucesso

Em pelo menos 47 mercados internacionais, o longa alcançou a marca de 60,1 milhões de dólares neste fim de semana.

No total, a produção já conquistou 233,2 milhões de dólares somente nos Estados Unidos e, pelo menos 479,7 milhões ao redor do mundo.

publicidade

Isso significa que o filme, dirigido por Taika Waititi, encerrou o segundo fim de semana com 712 milhões de dólares, ultrapassando grandes bilheterias como a de Venom: Tempo de Carnificina (506,8 milhões), por exemplo.

Com esse feito, Thor 4 está em quinto lugar na bilheteria mundial neste ano de 2022, ficando atrás somente de Batman (771 milhões), Jurassic World: Domínio (902 milhões), Doutor Estranho no Multiverso da Loucura (954 milhões) e Top Gun: Maverick (1,24 bilhão).

publicidade
Thor (Chris Hemsworth) e Korg (Taika Waititi) em cena de Thor: Amor e Trovão (Reprodução/Youtube)

Cortes nas cenas de Thor: Amor e Trovão foi culpa da Marvel

A jornalista Joanna Robinson, do site The Ringer.com afirmou que a Marvel Studios foi dura com o diretor Taika Waititi e não admitiu que o filme passasse de duas horas.

Por causa disso, ele precisou fazer vários cortes, incluindo diminuir o tempo de tela do vilão, que tinha uma missão ainda maior como assassino de deuses.

publicidade

“O cheque em branco para Taika (Waititi) nesse filme absolutamente não aconteceu. Ele teve mais margem de manobra em comparação a ‎‎Ragnarok‎‎, mas havia um mandato para fazê-lo em menos de duas horas. Eles cortaram uma tonelada de coisas da versão final.”

“Taika disse recentemente que não gosta de versões de diretor, mas sabemos que Jeff Goldblum, Peter Dinklage, e Lena Headey deveriam aparecer, e Gorr definitivamente mataria vários outros personagens.‎”, explicou ela.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›