Oscar esnoba morte de Anne Rice, família se revolta e relembra importância da autora para o cinema

publicidade

Outra grande perda recente ignorada pela Academia do Oscar no In Memorian, a famosa escritora Anne Rice, teve suas inúmeras contribuições ao cinema ressaltadas por sua família em uma declaração escrita pelo filho em resposta à omissão dela nas homenagens do Oscar 2022.

A recente morte da escritora, que faleceu em dezembro do ano passado, aos 80 anos, por complicações causadas por um derrame, ficou de fora da homenagem às personalidades do cinema perdidas do último ano.

Reconhecida principalmente por seu romance Entrevista com o Vampiro, no qual foi baseado o bem sucedido longa protagonizado por Tom Cruise e Brad Pitt, lançado em 1994, Rice não foi só a escritora da obra, ela esteve diretamente envolvida na produção, escrevendo o roteiro para a adaptação.

A família da escritora ficou bastante triste ao ver ela ser ignorada pela Academia, apesar dela ter se dedicado à indústria cinematográfica com tantos projetos, e seu filho, Christopher Rice, resolveu consertar o erro, por meio de uma declaração postada em suas redes sociais.

publicidade

“Como o Oscar não achou adequado reconhecer suas contribuições em seu segmento In Memoriam esta noite, gostaria de aproveitar um momento para celebrar as realizações de minha mãe no cinema. Ela escreveu o roteiro para a adaptação para as telonas de seu romance ENTREVISTA COM O VAMPIRO, que permaneceu como o filme r-rated (+18) de maior bilheteria por muitos anos após seu lançamento e recebeu várias indicações ao Oscar e uma indicação ao Globo de Ouro pela atuação de Kirsten Dunst como a vampira infantil Claudia”, ele destacou o sucesso em cima do roteiro escrito pela mãe.

Ele prosseguiu lembrando de outras produções de sucesso que também foram adaptados de obras de sua mãe, ressaltando que ela dedicou vários anos de sua vida à projetos para a indústria cinematográfica.

“Seus romances A RAINHA DOS CONDENADOS e SAÍDA PARA O ÉDEN também foram transformados em grandes filmes. Minha mãe era uma grande admiradora do cinema e seu poder e frequentemente citava vários movimentos, como “Filha de Drácula”, como tendo profundas influências em sua prosa. Ela passou anos trabalhando com estúdios de Hollywood para desenvolver vários projetos, muitos deles clássicos de terror de sua própria biblioteca de IP”, ele ressaltou.

publicidade

Ele finalizou sua declaração afirmando que o esquecimento da Academia magoou profundamente sua família, mas que ele sabe que sua mãe permanece viva nas lembranças das pessoas que a amavam, assim como de seus leitores.

“Durante grande parte de sua vida e carreira, sua conexão com a indústria do entretenimento permaneceu vibrante e forte. Enquanto nossa família está triste com essa omissão, especialmente à luz da influência e poder que o filme ENTREVISTA COM O VAMPIRO teve em tantos projetos de vampiros subsequentes que se seguiram, as realizações de Anne são inegáveis e viverão para sempre entre seus entes queridos e leitores leais”, ele concluiu.

publicidade

Entrevista com o Vampiro inclusive inspirou uma série, que está sendo atualmente desenvolvida pela AMC Studios.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›