Novo documentário sobre Britney Spears mostra bizarro esquema “prisional” da popstar

Britney Spears (Divulgação)
Britney Spears (Divulgação)

O Globoplay incluiu em sua plataforma no último final de semana o novo documentário Controlling Britney Spears: Em Busca de Liberdade. A obra é uma continuação direta dos fatos que foram expostos em Framing Britney Spears: A Vida de Uma Estrela, que foi disponibilizada pela plataforma há aproximadamente seis meses.

Britney foi à corte em 23 de junho e expressou contrariedade à tutela estipulada pela justiça, liderada por seu pai, que a cantora revela controlar todos os aspectos de sua vida. Até então não se tinha muitos detalhes do que exatamente isto significaria.

Framing Britney Spears focou em apresentar a trajetória da popstar de 39 anos, a forma como ela é tratada pelos paparazzi, seu colapso psicológico em 2007 e a subsequente tutela exigida pela justiça e supervisionada por seu pai.

O novo documentário do The New York Times expõe um pesado esquema de vigilância que monitorava cada movimento dado pela cantora, incluindo gravações secretas de áudio de dentro do quarto dela.

Várias fontes foram ouvidas, pessoas íntimas da artista que possuíam conhecimento detalhado sobre como a vida dela é no contexto da tutela judicial.

Um antigo funcionário de segurança dividiu sua opinião sobre a situação no documentário:

“Me lembrava muito a situação de alguém que está na prisão. E a segurança basicamente era colocada em uma posição de ser os guardas da prisão, essencialmente.”

Confira o trailer de Controlling Britney Spears: Em Busca de Liberdade abaixo:

Popstar revela informações chocantes em depoimento à corte judicial

Framing Britney Spears (Divulgação)

Quando Spears deu seu depoimento em junho, a cantora deixou o mundo boquiaberto com informações chocantes sobre a situação de sua tutela. Britney contou que achava que a tutela na qual ela era obrigada a permanecer era completamente abusiva e que ela era impedida de tomar as decisões mais básicas a respeito da própria vida e seu corpo. Veja abaixo alguns trechos do depoimento completo da artista:

“A pessoas que fizeram isso comigo não deveriam se livrar fácil assim e simplesmente sair disso tão fácil. […] Eu estava em turnê em 2018. Eu fui forçada a fazê-la. […] Minha própria gerência podia me processar se eu não seguisse com a turnê. Ele me entregou esta folha de papel assim que eu saí do palco em Vegas e disse que eu tinha que assinar. Foi muito ameaçador e assustador.”

“Depois que eu fiz este teste psicológico com essa moça, eu recebi uma ligação do meu pai dizendo que eu tinha reprovado no teste ou algo assim, falando, ‘Eu sinto muito, Britney, você tem que ouvir seus médicos. Eles planejam te enviar para uma pequena casa em Beverly Hills para fazer um rehab. […] Eu chorei no telefone por uma hora, ele amou cada minuto disso. O controle que ele tinha sobre alguém poderoso como eu. Ele amava o controle para machucar a própria filha 100.000 por centro. Ele amava isso.”

Veja mais ›