Natalie Portman declara que Thor 4 é o filme mais gay da Marvel

A atriz de 41 anos vive a cientista Jane Foster

publicidade

O quarto filme do Deus Trovão, Thor: Amor e Trovão, marcando a Fase 4 do Universo Cinematográfico da Marvel, traz uma verdadeira descoberta dos personagens e a estrela Natalie Portman declarou que esse seria o filme mais gay feito pela franquia.

Diversos elementos sobre a sexualidade de vários personagens estão espalhados no decorrer do longa-metragem e o diretor Taika Waititi revela isso quando, por exemplo, Senhor das Estrelas/ Peter Quill (Chris Pratt) fala sobre olhar nos olhos de quem se ama e ganha e troca olhares com o filho de Odin.

publicidade
Poderosa Thor (Natalie Portman) em Thor: Amor e Trovão (Reprodução / Marvel)
Poderosa Thor (Natalie Portman) em Thor: Amor e Trovão (Reprodução / Marvel)

Natalie Portman, 41 anos, que vive a personagem Jane Foster, uma cientista apaixonada por Thor, declarou em entrevista ao jornalista Andrew Freund:

“Eu amo essa leitura, sim. Eu amo isso ser retratado no filme. Quero dizer… você está voando em arco-íris lá… ou estou imaginando? Que dizer, esse é o núcleo das HQ’s. Sinto que foi aí que tudo começou. É muito fiel ao material, eu acho”, declarou.

Portman, que já venceu o Oscar por sua atuação em Cisne Negro, contou sobre a via do arco-íris que liga Asgard, a terra mítica de Thor e companhia, a outros pontos do universo.

publicidade

Outro exemplo de produções da Marvel que exploraram um lado da sexualidade dos personagens foi Os Novos Mutantes, com Miragem (Blu Hunt) e Lupina (Maisie Williams), que viviam um relacionamento.

Em algumas cenas de Thor 4, o herói olha para Peter Quill, enquanto o Rei Valquíria, dá um beijo sedutor na mão de uma donzela que encontra acompanhando Zeus. Já o alienígena Korg, que é melhor amigo de Thor, se reproduz quando dois espécimes masculinos ficam de mãos dadas em meio à lava.

publicidade
Natalie Portman como Jane Foster e Chris Hemsworth como Thor nos bastidores de Thor: Amor e Trovão
Natalie Portman como Jane Foster e Chris Hemsworth como Thor nos bastidores de Thor: Amor e Trovão (Divulgação / Marvel)

Fãs observaram as cores da arte de Amor e Trovão

Mais representatividade foram apontadas pelos fãs que notaram uma variação de cores da  bandeira do arco-íris do movimento LGBTQIAP+ e outras cores representando o movimento MLM (Men Loving Men).

Thor: Amor e Trovão dominou as bilheterias dos Estados Unidos no fim de semana de estreia, arrecadando cerca de US$ 143 milhões. Segundo dados da EntTelligence, foram mais de 10 milhões de espectadores, cerca de 57% de todos os frequentadores de cinema no país.

publicidade

No Brasil, dados da Comscore, revela que Thor 4 arrecadou R$ 35,12 milhões entre os dias 7 e 10 de julho, levando 1,62 milhão de pessoas cinemas brasileiros.

Thor (Chris Hemsworth) e Korg (Taika Waititi) em cena de Thor: Amor e Trovão (Reprodução/Youtube)

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›