Mulher-Maravilha 1984 surpreende com cena pós-crédito impactante

Gal Gadot como Diana em Mulher Maravilha 1984
Gal Gadot como Diana em Mulher Maravilha 1984 (Divulgação)

Quando Mulher-Maravilha 1984 foi exibido para a imprensa, Patty Jenkins manteve em segredo qual seria a cena pós-crédito do longa.

Tanto que própria diretora comentou: “Sim. Teremos uma cena pós-créditos nos cinemas. Não mostramos para a imprensa, porque se alguém revelar o que é, qual será a graça?”.

Agora que o filme foi lançando oficialmente, os fãs podem ver a cena que conta com uma participação mais do que especial.

Durante o filme, Diana Prince conta que ela não foi a primeira Amazona a deixar Themyscira e se aventurar no mundo dos homens.

Antes dela, a poderosa amazona Asteria com sua majestosa armadura dourada, deixou sua terra natal. Segundo o relato da protagonista, a antiga amazona nunca mais foi encontrada, motivo pelo qual ela decidiu resgatar sua armadura.

Na cenas pós-créditos vemos quem é a dona da tal armadura dourada. Na imagem, uma mulher de cabelos escuros salva um grupo de transeuntes inocentes de serem feridos por um poste que cai em um tipo de feira livre.

No início ela só é vista de trás, e os espectadores podem pensar que é Diana Prince, mas quando alguém vai agradecê-la, ela se vira é revelado que quem interpreta Asteria é Lynda Carter, a atriz que deu vida a Mulher-Maravilha nos anos 1970.

Lynda Carter como Asteria em Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)
Lynda Carter como Asteria em Mulher-Maravilha 1984 (Reprodução / DC)

Segundo o site EW, Carter, de 69 anos, já disse admira muito a Mulher-Maravilha de Gal Gadot, e ela revelou anteriormente que a diretora Patty Jenkins a pediu para fazer uma participação especial no filme de 2017, mas não conseguiu fazê-lo funcionar devido a conflitos de agenda .

Fiquei tão encantada com os dois e com Patty desde o início, quando ela estreou este filme, e conversamos ao telefone”, disse a atriz à People em 2017.

“Acabei de dizer que ela sabe quem é essa personagem é. Porque a Mulher Maravilha – é a ideia dela. Não se trata de superpoderes, mas de seu intelecto e compaixão. É muito mais do que um personagem de quadrinhos, porque nos identificamos com ele. ”

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações e filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›