Matt Negrete fala sobre ser fã de The Walking Dead e escrever para a série

The Walking Dead World Beyond
The Walking Dead World Beyond (Reprodução)

Scott M. Gimple e Matt Negrete, são os criadores de The Walking Dead: World Beyond, um spin-off que mostra a vida da primeira geração nascida em um mundo pós-apocalíptico repleto de zumbis. Antes de embarcarem em World Beyond, a dupla trabalhava como produtores e escritores da série principal. Em uma entrevista para o Collider, Negrete falou sobre como é ser um fã da série e ao mesmo tempo trabalhar nela.

Matt Negrete disse: “No início, direi que foi realmente assustador. Meu primeiro episódio na 4ª temporada foi aquele episódio em que Rick expulsa Carol da prisão e do grupo por basicamente matar pessoas, de uma forma que não foi autorizada pela comunidade. Aqui estavam aqueles dois O.G. personagens da 1ª temporada, e esta foi uma história crucial entre os dois. Eu estava sentado para escrever o diálogo para Rick e para Carol, e parecia tão estranho, como se estivesse escrevendo fan fiction. Eu fui tão duro comigo mesmo. Eu fiquei tipo, ‘Rick diria isso? Não acho que Rick diria isso. Isso soa como Carol? Não tenho certeza se isso soa como Carol’. E então, para eu superar esse sentimento de, eu não sou um fã escrevendo fan fiction, mas na verdade sou um escritor do programa, e superar aquela síndrome impostora que eu tinha foi um pequeno obstáculo”.

E acrescentou: “Mas Scott foi ótimo e ele estava realmente me tranquilizando e disse: ‘Você está fazendo um ótimo trabalho’. Simplesmente partiu daí. Se alguém tivesse me dito que seis anos depois, eu estaria executando um show de The Walking Dead, eu teria dito que eles eram loucos. É apenas algo em que eu estava tipo, ‘Bem, vamos ver como isso vai. Isso é diferente de tudo que eu já fiz antes’. Mesmo como um fã da série, escrever algo que era especificamente do gênero e especialmente algo no aspecto sombrio de terror era novo para mim, então houve uma curva de aprendizado. Foi uma jornada notável. Olhando para trás, estou orgulhoso do que fui capaz de fazer e da oportunidade que me foi dada”.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›