EXCLUSIVO | Em 4 séries ao mesmo tempo, Lorena Comparato explica: “É a sobrevivência do artista”

Atriz admite que tornou um hábito em sua carreira atuar em diversos projetos diferentes

publicidade

Atualmente envolvida em quatro diferentes séries: Impuros, Cine Holliúdy, Não Foi Minha Culpa e Rensga Hits, a atriz, roteirista, diretora, produtora, dubladora e apresentadora Lorena Comparato contou como consegue se dividir entre tantos trabalhos ao mesmo tempo.

Durante uma entrevista exclusiva para o E-Pipoca, ela contou que há muito tempo ela começou a atuar em diferentes projetos simultaneamente e isso acabou se tornando um hábito para ela, por enxergar isso como o normal para um artista.

“Se deu muito na minha carreira como artista, eu realmente fiz muita coisa ao mesmo tempo, e eu acho que isso faz parte talvez da sobrevivência do artista. Eu sempre tive Companhia (de arte), e atualmente eu tenho um grupo junto com a Andrezza Abreu, Anita Chaves e com a Karina Ramil, que se chama Cia de 4, e a gente produz conteúdos para teatro, cinema, televisão, podcasts, e isso sempre foi um projeto paralelo aos meus projetos (individuais) de grande público”.

“Então, eu sempre tive esse hábito de estar com vários projetos ao mesmo tempo. Fazia uma série na televisão, e aí estava em cartaz no teatro. Então, sempre esse ritmo bem doido, que para outras pessoas, talvez seja enlouquecedor e pra mim é um prazer e maravilhoso”, ela explicou.

publicidade
Lorena Comparato (Divulgação)

Lorena revelou que quando ficou sem nenhum trabalho durante a Pandemia ela se sentiu ansiosa, como se algo estivesse faltando, e sua hiperatividade acabou lhe levando a iniciar um mestrado para ocupar sua mente.

Voltando ao seu atual status de atriz de quatro séries, ela assegurou que não há segredos ou técnicas, somente muita energia para gastar, que ela gasta a maior parte com seus múltiplos trabalhos, que ela adora o ritmo em que a coloca.

“É um ritmo que eu sempre tive, eu sempre gostei. Eu acho que é impossível eu não falar do privilégio que é ter esse ritmo de vida. A gente está num momento de desemprego muito grande, com muitos artistas sem trabalhar e eu emendando uma coisa na outra”, ela ressaltou.

Ela finalizou falando do sentimento agridoce que seu atual status profissional lhe proporciona.

publicidade

“No fim eu fico muito feliz e muito grata, que tanto trabalho tenha tido tanto resultado. Mas a verdade é que a gente vive em uma sociedade que muito trabalho às vezes não quer dizer tanto resultado, então eu fico realmente muito grata e muito feliz que meu trabalho esteja sendo reconhecida. Às vezes, me sinto muito infeliz também, por ver tantos artistas tão maravilhosos, sem reconhecimento e sem trabalho”, ela concluiu.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›