Katherine Heigl afirma que teve que fazer terapia depois de Grey’s Anatomy

Katherine Heigl: Divulgação

Desde seu início, no ano de 2005, Grey’s Anatomy já conseguiu inúmeras conquistas com sua trama inovadora e seus personagens icônicos que marcaram diversas pessoas e, inclusive, inspiraram vários estudantes de Medicina.

Os fãs que acompanharam a série desde o começo, com toda certeza, se lembram da Dra. Izzie Stevens, personagem que foi interpretada pela atriz Katherine Heigl, que deixou a produção por volta da sétima da temporada.

Acontece que antes de sair da série, a atriz acabou causando várias polêmicas com as declarações que ela deu sobre as gravações da série.

A atriz, de quarenta e um anos, fez, à época, diversas críticas aos criadores de Grey’s Anatomy por conta da quantidade de horas que os atores eram obrigados a ficar no estúdio de gravações.

Inclusive, antes de finalizar sua participação em Grey’s Anatomy, a atriz causou na mídia após ter recebido um prêmio Emmy como melhor atriz coadjuvante.

Naquele período, o jornal The New York Times noticiou que Katherine Heigl havia dito que ela não sentia que a história contada naquela temporada da série merecia uma nominação a um prêmio como o Emmy.

Obviamente, como já era de se esperar, essa fala não agradou a nenhum dos envolvidos na produção do show e acabou até gerando comentários da própria Shonda Rhimes, que chegou a dizer posteriormente que era difícil de trabalhar com Katherine Heigl e que “não aguentava idiotices e gente desagradável”.

Depois de tanta polêmica causada, a artista acabou dizendo que teve que fazer terapia depois de toda a repercussão que seus comentários causaram até que ela acabou deixando a série, mesmo depois de ter gravado uma temporada super emocionante quando sua personagem lidava com um câncer.

Inclusive, posteriormente, quando foi questionada sobre sua atitude e o quão ela achava que era difícil trabalhar com ela, Katherine disse o seguinte:

“Nunca tentaria ser difícil. Eu creio que é importante para todos se comportarem de maneira profissional, respeitosa e amável, assim que se em alguma vez eu decepcionei alguém, nunca foi intencional.”

A atriz acabou confessando, em 2016, que precisou fazer terapia para conseguir se sentir melhor com as consequências dessa entrevista e que se arrependia dos comentários que realizou.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›