Juiz nega recurso a Johnny Depp após considerá-lo culpado

Johnny Depp (Divulgação)

Johnny Depp teve um pedido de recuso negado ao protestar o resultado do processo que moveu contra o tabloide britânico The Sun. Ele estava processando o jornal por ter publicado uma matéria em 2018 o chamando de ‘espancador de mulheres’. O resultado saiu há pouco mais de um mês, e o colocou como perdedor, alegando que “eram substancialmente verdadeiras”, conforme disse o juiz, o fato de ele ser um agressor.

A justiça britânica considerou que ele foi responsável por agredir sua ex-esposa, Amber Heard enquanto estavam casado em diversas ocasiões. O astro precisou arcar com todas as despesas judiciais do jornal 628 mil libras, algo que representa cerca de quase cinco milhões de reais.

Afastado pela Disney da franquia Piratas do Caribe, e recentemente, também tendo sido demitido pela Warner Bros. da terceira parte de Animais Fantásticos e Onde Habitam, o ator de 57 anos, resolveu entrar com um recurso de apelação dizendo que o resultado do julgamento foi perverso, mas não obteve sucesso. O mesmo juiz responsável pelo veredicto anterior negou o pedido argumentando que o recurso não tinha “perspectiva razoável de sucesso”, em suas palavras.

“As descobertas de fato por um tribunal de primeira instância (particularmente um, como eu, que ouviu as provas orais) raramente são passíveis de contestação em recurso”, escreveu a autoridade.

“Em qualquer caso, não considero que os fundamentos de recurso propostos tenham uma perspectiva razoável de sucesso (e esse também é o caso, na medida em que os fundamentos de recurso sugerem que cometi um erro de princípio ou de direito) e não há outra razão convincente pela qual a permissão para apelar deve ser concedida”, completou.

O caso de Johnny Depp e Amber Heard escandalizou a todos, com exposição de comportamentos tóxicos de ambas as partes, enquanto ele tinha ataques de fúria, uso constante de drogas, e chegou a urinar em todas as paredes da casa deles para provoca-la, ela com uma garrafa teria decepado parte do dedo do ator.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›