Johnny Depp deve depor hoje em processo contra Amber Heard

publicidade

Depois de uma semana de julgamento, o depoimento de Johnny Depp está previsto para esta terça-feira (19). O ator move um processo de difamação contra a ex-esposa, e também atriz, Amber Heard. De acordo com o site Deadline, o astro de Piratas do Caribe ficará em frente a sete pessoas para depor, mas continuará prestando esclarecimentos na quarta-feira (20).

Como o processo é bastante conturbado, acredita-se que seu resultado só sairá após cinco semanas. Keenan Wyatt, amigo de Depp e técnico de som também deve depor nos próximos dias, assim como o ator Paul Bettany, James Franco e o empresário Elon Musk.

Médico de Depp nega abuso da parte do ator

publicidade

Nesta segunda-feira (18), o júri teve acesso ao depoimento em vídeo do Dr. David Kipper, médico contratado para ajudar Johnny Depp a tratar seu vício em opióides em 2014. O profissional afirmou que nunca viu o ator maltratar Amber Heard ou testemunhou qualquer tipo de abuso físico ou verbal. Ele relembrou que diagnosticou o ator com transtorno bipolar, TDAH, depressão, insônia, refluxo crônico e abuso de substâncias.

Kipper, que além de ter suas mensagens de textos trocadas com Depp exibidas para o júri, ainda foi questionado sobre um episódio ocorrido em 2015 na Austrália, quando o ator chegou ao pronto-socorro com o dedo parcialmente decepado após uma briga com Heard.

Johnny Depp recebendo atendimento médico na Austrália (Reprodução)

Enfermeira foi ouvida para explicar sobre dedo decepado

Sobre este caso em específico foi ouvida a enfermeira particular Debbie Lloyd, que trabalha diretamente com Dr. Kipper, e que foi até a casa de Depp ao receber o chamado de emergência.

publicidade

“Lembro que havia alguns escritos na parede e me lembro de uma TV quebrada”, disse ela, que relatou que existiam diferentes versões de como ele havia machucado o dedo.

“Ouvi dizer que Amber jogou uma garrafa de vodca nele, ouvi dizer que ele bateu com um telefone”, disse ela, que disse que já o viu ser verbalmente agressivo durante uma visita a um set de filmagens. Ela disse ainda que as discussões constantes com Amber podem ter sido um gatilho para o ator.

publicidade

Johnny Depp está processando Amber Heard pedindo uma indenização no valor de 50 milhões de dólares (232 milhões de reais) acusando-a de difamação. A estrela de Aquaman em 2018, escreveu um artigo para o jornal Washington Post em que se dizia vítima de violência doméstica. Embora não tenha citado Depp nominalmente, ele alega que isso abalou sua carreira e o fez perder papéis.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›