Ingressos para show de Chris Rock disparam em vendas após agressão no Oscar

publicidade

Há um ditado que diz: ‘há males que vem para o bem’, e parece ser o caso do criador de Todo Mundo Odeia o Chris, o comediante Chris Rock. Depois de fazer piada com Jada Pinkett-Smith e levar um tapa na cara ao vivo de Will Smith, ele conseguiu alavancar seu espetáculo de stand-up.

Segundo a empresa que vende os ingressos para o show de Chris chamado Ego Death World Tour, após a polêmica no Oscar 2022, somente entre domingo e segunda, foram vendidos mais ingressos do que em todo o mês de fevereiro.

publicidade

 

A turnê, que inclui 30 cidades dos Estados Unidos, vai iniciar no dia 2 de abril. O ingresso que custava US$ 46 (cerca de 219 reais), agora está no valor de US$  341 (cerca de 1600 reais).

Uma fonte próxima a Chris contou que ele não sabia da doença de Jada (alopecia). “Ele não tem uma maldade sequer dentro de si”, revelou o amigo que disse também que o comediante ficou abalado com a situação.

Will agrediu Chris após o humorista comparar sua esposa com a personagem de Demi Moore em Até o Limite da Honra (1997), por estar careca. Após a agressão, o humorista foi embora da cerimônia do Oscar sem terminar de assistir à entrega dos prêmios.

publicidade
Will Smith no Oscar 2022
Will Smith no Oscar 2022 (Reprodução / ABC)

Conheça mais sobre a carreira de Chris Rock

Rock tem 57 anos, é pai de duas filhas e é um famoso comediante, além ser diretor, produtor e autor de livros. Ele já havia apresentado o Oscar em 2005 e em 2016, em que fez um longo discurso sobre os problemas de diversidade na indústria.

“Bom, estou no Oscar da Academia, também conhecido como os prêmios dos brancos”, declarou na ocasião, se referindo-se à ausência de indicados negros nas principais categorias.

“Vocês se dão conta de que, se eles indicassem os apresentadores, eu nem teria este trabalho? Todos vocês estariam assistindo a Neil Patrick Harris nesse exato momento”, ironizou.

Chris ganhou três prêmios Grammy e dois Emmy por suas apresentações de stand up Tamborine, Kill the Messenger, Never Scared, Bigger & Blacker e Bring the Pain. Ele também produziu, escreveu e narrou a série adorada pelos brasileiros Todo mundo odeia o Chris.

Ele também dirigiu o especial de comédia da HBO Amy Schumer: Live at the Apollo e produziu Totally Biased com W. Kamau Bell. Em 2009 ele escreveu e produziu Good Hair,  filme que conquistou o Prêmio Especial do Júri de Sundance e o Prêmio NAACP.

E não para por aí, No Auge da Fama, em 2014, foi dirigido por ele, além de trabalhar nos longas Gente Grande, Madagascar, 2 Dias em Nova York, Morte no Funeral e Enfermeira Betty.

Chris Rock em Espiral: O Legado dos Jogos Mortais (Divulgação)
Chris Rock em Espiral: O Legado dos Jogos Mortais (Divulgação)

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›