Finn Jones revela enredo de temporada descartada de Punho de Ferro

Colleen Wing (Jessica Henwick) e Danny Rand (Finn Jones) em Punho de Ferro (Reprodução / Netflix)
Colleen Wing (Jessica Henwick) e Danny Rand (Finn Jones) em Punho de Ferro (Reprodução / Netflix)

Punho de Ferro foi uma das várias séries da Marvel que começaram a ser produzidas na Netflix.

Infelizmente, ela não alcançou o sucesso esperado, e somado a diversos outros fatores acabou cancelada após duas temporadas.

Em uma entrevista para o Collider, Finn Jones, que interpretou o protagonista da série, revelou o enredo de uma temporada descartada de Punho de Ferro.

“Raven [Metzner], que foi o showrunner da segunda temporada e eu tínhamos certeza de que a 3ª temporada aconteceria, então já havíamos planejado a coisa toda. Estava empolgado em trabalhar nisso”.

“Seria sobre Danny finalmente assumindo o papel de Punho de Ferro, completamente realizado, carregado, sob controle e tudo. Seria essa incrível história com Danny e Ward (Tom Pelphrey) em terras estrangeiras quase como uma história de camaradagem”.

“E então você teria Colleen (Jessica Henwick) em Nova York, isolada com seu novo poder, lutando para lidar com sua identidade e essa habilidade. Em algum ponto teríamos nos encontrado novamente e provavelmente formado esse casal poderoso maluco ou um relacionamento de super-heróis”.

Recepção da crítica

No IMDb, Punho de Ferro conseguiu a nota 6,5 / 10. Enquanto no Rotten Tomatoes alcançou 37% de aprovação da crítica e 71% de aprovação do público.

Leia abaixo alguns comentários sobre o seriado:

“Como fã de super-heróis que sabe como as questões raciais afetam a mídia, percebi que não posso desfrutar dessas novas histórias até que elas se afastem totalmente dos velhos estereótipos” – Eric Deggans, NPR.

“Se você adora as adaptações anteriores da Marvel da Netflix, Punho de Ferro provavelmente vai parecer um dever de casa antes de Defensores. O ritmo lembra a vibração tranquila da série Kung Fu dos anos 1970, com a qual tem alguns paralelos óbvios” – Julie Hinds, Detroit Free Press.

“Problemas de ritmo frustrantes que dão lugar a um espetáculo enfadonho que leva uma eternidade para acabar. Descartável” – Jorge Loser, Espinof.

“Feito com tensão, criando um senso de urgência que serviu para eletrocutar a vida nesta série da Marvel em dificuldades” – Sarah Musnicky, Legion of Leia at Vital Thrills.

Formado em administração e psicologia. Fez curso de desenho com especialização em cartoons. Adora videogame, animações, filmes e séries de super heróis e monstros.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›