Fear The Walking Dead vai acabar? Produtores respondem

Fear The Walking Dead (Divulgação / AMC)
Fear The Walking Dead (Divulgação / AMC)

Os produtores de Fear The Walking Dead contaram por que resolveram mudar o formato da série para antologia e revelaram se o fim está próximo.

A primeira metade da sexta temporada foi encerrada neste domingo (22), e a virada na série aconteceu durante a terceira temporada quando os produtores Andrew Chamblis e Ian Goldberg resolveram mudar tudo.

As histórias ao invés de terem apenas um plot, estão seguindo o estilo de antologia, e os produtores contaram o motivo.

“A coisa para nós é que o estilo antológico de contar histórias realmente nos permite contar essas histórias bem focadas que nos permitem realmente rastrear alguma mudança em um personagem,” disse Chambliss ao site ComicBook.com.

“Podemos levá-los de A a B em um episódio, e isso não se perde entre os 12 episódios regulares da série que temos”.

“Acho que outra coisa que realmente nos ajudou a aumentar tudo em toda a linha foi a decisão de dividir todos e tirar todo o seu poder. Estamos realmente testando as pessoas e colocando-as nas piores situações em que já estiveram, e isso nos permitiu explorar quem está à altura, quem não está, ou quem encontra maneiras interessantes de tirar vantagem da situação em que todos estão”, continuou o profissional.

Enquanto alguns cortes foram feitos no elenco, outros atores passaram a aparecer de forma mais regular como Jenna Elfman, Garret Dillahunt, Mo Collins, Alexa Nisenson, Lennie James, e Austin Amelio.

Questionado sobre o fim da série, já que The Walking Dead está já planejando o seu adeus na próxima temporada, Chamblis disparou que não existe nenhuma conversa nos bastidores que tenha relação com o programa spin-off terminar.

“Não tivemos nenhuma conversa específica sobre quando o show iria terminar. Nós temos nossas próprias ideias sobre como achamos que o show deve terminar, mas por enquanto, vamos apenas continuar contando as histórias e contá-las pelo tempo que a AMC disser para continuar”.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›