Explicado por que Úrsula estava banida de Atlântida em A Pequena Sereia

Úrsula
Úrsula em A Pequena Sereia (Reprodução / Disney)

A personagem Úrsula estava banida do reino e de seus eventos no filme A Pequena Sereia, mas o filme não explicou o motivo.

As crianças que assistiram a primeira versão de A Pequena Sereia, podem estar até hoje (adultas) se perguntando o motivo da raiva e desejo de vingança de Úrsula.

O filme que estreou originalmente em 1989, foi baseado no conto a A Pequena Sereia, publicado em 1837 do autor dinamarquês Hans Christian Andersen. No filme, Ariel é uma sereia que sonha em se tornar humana.

Após salvar Eric de uma tempestade, Ariel se apaixona por ele e faz um trato com a bruxa Úrsula. Ariel é transformada em humana, mas a bruxa a deixa muda, sem voz. O plano de Úrsula era se livrar de Ariel, depois de seu pai, O Rei Tritão, e tomar seu trono para governar os mares.

Contudo, a motivação para seu desejo maligno e o porquê de ela estar banida de Atlântida não foram explicados no filme.

As aparições de Úrsula na série da Pequena Sereia (1993), e no filme A Pequena Sereia II: O Retorno para o Mar (2020) também não explicaram o motivo

Foi somente com o musical da A Pequena Sereia na Broadway, em 2007, que a resposta apareceu. Tritão e Úrsula são irmãos. Quando seu pai (Poseidon) morreu, ele deixou seus poderes divididos de formas iguais para Úrsula e Tritão.

Junto aos poderes para governar os mares, foram deixados dois itens mágicos, a concha Nautilus e o tridente, com Úrsula e Tritão respectivamente.

Os irmãos deveriam governar seu reino e os mares juntos, mas à medida que cresceu, Úrsula criou uma grande ganância e passou a usar a magia negra para tentar roubar o tridente de Tritão, e assim governar os mares sozinha.

Após um tempo, Úrsula foi banida do reino e Tritão passou a governar sozinho.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›