Explicado o mistério sobre os doces azuis de The Mandalorian

Baby Yoda em The Mandalorian (Disney)

The Mandalorian possui vários atributos técnicos, ótima cinematografia e efeitos especiais. Mas a verdade é que nada se compara à fofura do Baby Yoda comendo biscoitos.

Se na primeira temporada já nos apaixonamos pela criaturinha, o que dizer das suas peripécias nos novos episódios? Um dos momentos mais emblemáticos foi sem dúvida a criança – Grogu – usando a Força para atrair, comer e depois vomitar um pacote inteiro de biscoitos azuis espaciais.

E quem imagina que introduzir os doces na série foi tarefa fácil, o criador Jon Favreau abriu o jogo em nova entrevista e garantiu que não, o processo foi um pouco mais complicado.

“Josh, que trabalha com direção de arte, chegou nos perguntou. ‘Como é a aparência desses biscoitos?’. Nós colocamos várias artes nos créditos dos episódios e você pode ver como nós achamos que se pareceria. Queríamos que fossem azuis, porque seriam de leite azul, e o Josh acabou assando macarons. Não completos, só a metade”, contou ele ao canal Binging with Babish.

The Mandalorian vira programa de culinária

E mesmo que a aparência seja boa, se engana quem pensa que os biscoitos são gostosos. Favreau assumiu que essa não era a maior preocupação da equipe, e sim a parte visual.

“Eles não tinham muito sabor. Tinham um pouco de framboesa azul, mas você está em um set de filmagens, não está preocupado com o gosto. É sobre a aparência. Entendemos que as crianças queiram comer macarons porque é o que o Baby Yoda está comendo. Depois percebemos que na verdade eles são bem caros”, assumiu.

Carl Weathers, que dirigiu o episódio, explicou que as várias cenas com o personagem foram intencionais.

“A jornada tem muitos perigos e ação, armas e explosões. O Bebê é doce e gentil, é um ótimo equilíbrio. Sou um fã da criança. Pedi ao John que colocasse mais dele no roteiro”. Nós sem dúvida agradecemos.

Museóloga e Marketeira de formação. Assistia filmes ao invés de brincar na rua. Adora ir ao cinema sozinha. Uma vida consumindo cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›