Escritor de Batman: O Retorno zomba dos discursos do Batman de Nolan

Escritor ainda pontuou que Christian Bale falava por muito tempo com a voz grave como Batman.

publicidade

O escritor de Batman: O Retorno, Daniel Waters, zombou dos discursos de Christian Bale nos filmes da trilogia Cavaleiro das Trevas de Christopher Nolan. Waters observou que os filmes de Nolan ficaram menos realistas em pelo menos um aspecto.

Waters lembrou em uma entrevista para o Vulture da liberdade que teve ao trabalhar com os personagens dos quadrinhos, o roteirista disse que inicialmente deu ao Batman de Michael Keaton muitos longos discursos sobre o estado de Gotham.

publicidade

Porém Keaton preferiu deixar os discursos curtos enquanto Bruce Wayne usava seu disfarce. Water explicou:

 “Com Batman, eu dei a ele todos esses discursos sobre como Gotham City não merece proteção; ele é realmente meio amargo e cínico. Michael Keaton olha para o roteiro e diz: ‘Quando Bruce Wayne é o Batman, ele não deveria ter longos discursos’. Então eu os cortei.

O roteirista em seguida disse como foi engraçado ver Nolan acabar com essa regra de “poucas palavras” e forçar Bale a manter a voz grave de Batman por longos períodos de diálogo.

“Então, quando finalmente vi o Batman de Christopher Nolan, ele não seguiu essa regra. Quando Christian Bale está vestindo o traje do Batman, ele está dando esses longos discursos. ‘Eu sou a escuridão na luz’. Você está apenas esperando que Christian Bale pegue um Fiji e tome um gole porque ele está tendo que manter a voz por tanto tempo”.

publicidade

Ainda na mesma entrevista, Waters também comentou que o sucesso de Batman, de Matt Reeves, ajudou a aumentar o apreço por Batman: O Retorno, que ele afirmou nunca ter sido particularmente popular entre os fãs dedicados do personagem.

Michael Keaton
Michael Keaton como Batman (Divulgação)
publicidade

Batman: O Retorno foi lançado em 1992, como a sequência do filme de Tim Burton de 1989, com o sucesso dos filmes a Warner Bros. viu que o homem-morcego seria sua “galinha dos ovos de ouro” e várias adaptações foram feitas desde então.

Em meados dos anos 2000, Nolan reiniciou a franquia com Bale no papel principal, dirigindo uma trilogia composta por Batman Begins, O Cavaleiro das Trevas e O Cavaleiro das Trevas Ressurge.

A trilogia de Nolan foi bem diferente dos filmes de Burton e Joel Schumacher que compuseram a série inicial da Warner Bros., tanto que estes três filmes, principalmente o segundo, são usados por muitos como medida padrão para qualquer outro filme que tenha o Batman no elenco.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›