Elvis Presley é acusado de ser racista, e ex-esposa defende: “Tinha amigos negros”

Músico foi acusado de racismo por outros artistas

publicidade

Há algum tempo, vários artistas negros acusaram o cantor Elvis Presley de racismo, como foi o caso de Quincy Jones, que afirmou em maio de 2021 que jamais trabalharia com o Rei do Rock.

“Elvis Presley era racista, eu nunca trabalharia com ele”, afirmou ele na ocasião.

publicidade

Agora, sua ex-esposa, Priscilla Presley, ao falar sobre cultura do cancelamento em uma entrevista ao programa Piers Morgan Uncensored, da Talk TV, afirmou que o falecido cantor “não era racista de forma alguma”.

“Ele não era racista – ele nunca foi racista”, insistiu ela, ao ser perguntada pelo apresentador Piers Morgan, se ela imaginava que haveria algum tipo de campanha para cancelar o recém-lançado filme Elvis devido a algum comportamento ou letra inapropriados do cantor.

Delores Hart, Elvis Presley e Carolyn Jones em A Batalha Sangrenta (Divulgação)
Delores Hart, Elvis Presley e Carolyn Jones em A Batalha Sangrenta (Divulgação)

Priscilla, então, respondeu:

publicidade

“Elvis tinha amigos negros, amigos de todas as partes. Ele amava a música deles. Ele adorava o estilo deles. Ele adorava estar por perto de músicos negros.”

Em seguida ela relembrou a amizade do cantor com músicos como Sammy Davis Jr., Fats Domino, dizendo que eles sempre entravam no camarim de Presley em seus shows na cidade de Las Vegas.

publicidade

“Ele simplesmente não era preconceituoso de forma alguma, e não era racista de forma alguma. Então eu não sei [como ele se sairia contra a ‘cultura do cancelamento’]. Este é um momento muito assustador… é quase como se estivéssemos procurando algo de todos”, finalizou Priscilla Presley.

Elvis Presley e Laurel Goodwin em Girls! Girls! Girls! (Reprodução)
Elvis Presley e Laurel Goodwin em Girls! Girls! Girls! (Reprodução)

Diretor de Elvis afirma que protagonista estava predestinado ao papel

Em entrevista recente, o diretor só queria fazer o filme se encontrasse o ator ideal. Por isso, ele fez audições com vários artistas até que chegou a Austin Butler, ator de 30 anos que conseguiu impressioná-lo.

publicidade

“Eu disse que jamais faria o filme se não conseguisse encontrar o ator para fazer o Elvis. Honestamente, eu não achei que encontraria. Eu cheguei a fazer testes com muita gente, mas, de verdade, no momento em que o Austin apareceu é como se nem tivessem rolado audições. Com o Elvis foi como se fosse algo predestinado, sabe?”

Austin Butler em Elvis (Reprodução/Warner)

O diretor explicou que o ator fez o teste pensando em sua mãe.

publicidade

“Incrível. Eu só fiquei sabendo depois que a mãe dele morreu na mesma época que a do Elvis. E ele sempre sentiu essa conexão. Só fiquei sabendo depois também que ele nem ia mandar o vídeo, mas o agente dele o obrigou a mandar. Ele na verdade se sentia tão mal pela primeira audição da qual participou que pensou que jamais iria conseguir o papel.”

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›