Disney+ atinge 95 milhões de assinantes e supera suas metas

Cena do longa de animação Soul (Foto: Divulgação / Disney)

A Walt Disney Company divulgou, durante uma conferência para acionistas, que o Disney+ atingiu 95 milhões de assinantes ao redor do mundo. 8,1 milhões de novos usuários foram adicionados apenas em dezembro do ano passado, após as estreias da segunda temporada de The Mandalorian e da animação, Soul.

A companhia destaca que só esperava atingir 90 milhões de assinantes em 2024. Ou seja, três anos antes do previsto, a plataforma já está acima da expectativa. Seu ponto alto têm sido as produções destinadas, em sua maioria, à família.

O Disney+ entrou oficialmente no ar dia 12 de dezembro de 2019 nos EUA. Em fevereiro de 2020, já acumulava cerca de 30 milhões de contas registradas.

Em abril, após a expansão para alguns países da Europa, a plataforma superou 50 milhões de assinantes. A América Latina, incluindo o Brasil, teve acesso ao conteúdo apenas em novembro do ano passado.

Vale lembrar que a estratégia de lançamento mundial do Star+ já está em andamento. Nesse serviço, focado no público adulto, todos terão acesso ao catálogo da 20th Century Studios, antiga FOX, com uma cobrança adicional.

Novelas à vista no Disney+?

O Disney+ pretende investir na produção que os brasileiros estão muito acostumados a consumirem: as novelas.

Tal ideia já vinha sendo estudada e divulgada pela Netflix, porém, a Disney quer sair na frente de sua principal concorrente e dar início à produção de telenovelas de curta duração destinadas ao público infanto-juvenil.

Segundo informações apuradas e divulgadas pelo site NaTelinha, a plataforma de streaming vêm avaliando projetos de novos autores, ainda sem muita experiência na área, com a intenção de realizar a produção entre este ano e o próximo.

Estúdios da TV Globo (Foto: Divulgação)

De acordo com o site, a Disney está disposta em investir em torno de 300 mil reais por capítulo e produzir tramas que durem em torno de 50 capítulos. Para tal feito, a companhia estaria em negociações diretas com a TV Globo afim de expandir a parceria de divulgação que já havia sido firmada entre ambas.

Agora, o objetivo da Disney é utilizar os Estúdios Globo, assim como toda sua equipe técnica e os profissionais da casa, para a realização das gravações.

Formado em Criação e Produção Audiovisual. Frequentador assíduo das salas de cinemas e também colecionador há anos de filmes em DVD e Bluray. Atuou como produtor e editor do SBT e na redação de blogs e sites em geral. Atualmente, trabalha como redator do E-Pipoca.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›