Depois de duas paralisações, gravações de The Witcher voltam a acontecer

Henry Cavill como Geralt em The Witcher
Henry Cavill como Geralt em The Witcher (Divulgação / Netflix)

A segunda temporada de The Witcher voltou a ser produzida. A série da Netflix teve seus trabalhos paralisados pela segunda vez depois que alguns membros da equipe testaram positivo para a Covid-19.

Segundo o site Redaninan Intelligence, que deu a notícia em primeira mão, ainda é incerta uma data de previsão para as filmagens terminarem. Quando a temporada começou a ser gravada, a data de término era marcada para fevereiro de 2021.

Ainda não se sabe quando os novos episódios chegarão na plataforma de streaming. Antes da pandemia, a previsão era que a série estaria disponível no fim de 2021, mas com a mudança na produção, é possível que ela apareça no catálogo só no fim do ano seguinte.

Recentemente, a showrunner do programa Lauren S. Hissrich respondeu perguntas de fãs no reddit, e falou sobre como conseguiu convencer a Netflix a aceitar que ela contasse a história da primeira temporada fragmentada em três linhas temporais diferentes.

“Sentei-me em uma sala de conferências da Netflix e apresentei a eles o que viria a ser o piloto do The Witcher. Eu estive pensando por alguns meses sobre qual era a melhor forma de contar as histórias de Geralt, Yen, e Ciri, e então eu tive uma ideia (controversa): contar eles em três linhas do tempo diferentes ao longo da primeira temporada. Isso foi em 29 de novembro de 2017” , começou ela.

Uma das mudanças que ela relatou envolveram a personagem Ciri, que costuma ser mais jovem nos livros do que na série. “Algumas coisas mudaram. Por exemplo, depois de procurar em todo o mundo por uma Ciri de 12 anos de idade – e então perceber que muitas das cenas eram noturnas, para as quais as filmagens são altamente restritas para menores – – nós envelhecemos o personagem. Yennefer, também, foi originalmente escrita no piloto – até que eu percebi que havia escrito um longa-metragem, não um episódio de uma hora de duração”.

“A maior mudança foi que, originalmente, eu pretendia manter em segredo que Ciri era a criança com quem Geralt estava destinado, por pelo menos alguns episódios – até filmamos o piloto dessa forma! Mas no editorial, percebemos que as linhas do tempo já eram um mistério o suficiente, não precisávamos ficar acrescentando mais e mais véus”, completou.

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›