Marvel passa a perna em criadores de personagem: “Insulto”

Criadores de Yelena Belova relataram que foram enganados pela Marvel e receberam menos do que estava no contrato.

publicidade

Não foi só Scarlett Johansson que brigou com a Marvel na justiça para receber o que estava combinado em seu contrato pelo filme Viúva Negra. A escritora Devin Grayson e o artista J. G. Jones também lutaram por meses para receber o dinheiro relacionado à personagem Yelena Belova.

Uma matéria do The Hollywood Reporter revelou que Grayson e Jones acreditavam que levariam cerca de US$ 25.000 (aprox. R$ 136.780) por cada aparição de Yelena Belova nas produções da Marvel, personagem que foi criada em 1999.

publicidade

Contudo, desses US$ 25.000 prometidos no contrato, conseguiram receber apenas US$ 5.000 (aprox. R$ 27.356). Grayson passou boa parte de 2021 tentando descobrir o motivo de não receber o que estava no acordo, e foi revelado a ela um esquema complexo nos contratos da Marvel.

O acordo, assinado em 2007, parecia afirmar que Grayson receberia US$ 25.000 por uma aparição no cinema de Yelena, US$ 2.000 por um episódio de TV de 30 minutos e US$ 1.000 por um episódio de TV de 30 minutos ou menos.

Em relação aos action-figures, o acordo dava a ela US$ 5.000 por cada boneco lançado em um único ano, US$ 10.000 por duas ou US$ 25.000 por três ou mais. Já para os videogames, haveria no máximo de US$ 30.000 a ser compartilhado entre todos os criadores que tivessem personagens no jogo.

Grayson disse ao THR que foi enganada, uma vez que os US $ 25.000 estão listados com destaque na papelada.

publicidade

“É como um sorteio de loteria. Você poderia ganhar US$ 1 milhão, mas não ganhará”.

Segundo explicado pelo site internacional, a Marvel divide a soma entre o escritor e o artista. Então, de acordo com a matemática da Marvel, o máximo que Grayson poderia ter feito com a Viúva Negra é US $ 12.500, metade do combinado, e o restante iria para Jones, que criou Yelena junto com Grayson.

publicidade

Jones não compartilhou detalhes de seus pagamentos, mas confirmou que recebeu dinheiro semelhante ao de Grayson.

“Tendo falado com vários criadores, as ofertas financeiras da Marvel parecem uma isca. Eles jogam fora um grande número e, pouco a pouco, reduzem o pagamento real”.

Outra maneira apontada sobre como a Marvel reduz os pagamentos é classificando algumas aparições em filmes como “participações especiais”.

publicidade

Segundo fontes do THR, se um personagem aparece por menos de 15% do tempo de tela, isso é considerado uma participação especial e, portanto, seus criadores recebem menos dinheiro.

Yelena Belova (Florence Pugh) em Gavião Arqueiro (Reprodução)
Yelena Belova (Florence Pugh) em Gavião Arqueiro (Reprodução)

Uma das maneiras apontadas para que os criadores recebam o justo por seus personagens é não assinar contratos com a Marvel e contratar advogados que não têm ligação com a empresa.

publicidade

Um exemplo foi Joe Casey, um dos criadores de America Chavez, e que não assinou um contrato da Marvel para que sua personagem aparecesse em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.

Não assinar um contrato significou não receber, mas Casey espera que sua atitude ajude a mudar o sistema. Ele pontuou:

“Talvez US$ 5.000 signifique algo para um garoto de 20 e poucos anos que não tem uma carreira. Para muitos de nós que estão no negócio há décadas, isso soa como um insulto”.

publicidade

No final, tudo continuou a favor da Marvel, com Johansson assinando um novo contrato com a empresa e a personagem Yelena Belova aparecendo na série Gavião Arqueiro e se estabelecendo como nova importante personagem no MCU.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›