Criadora de Friends se arrepende de personagens trans na série: “Um erro”

Marta Kauffman disse que foi um erro se referir a Amanda Bing, a mãe Chandler Bing, como seu "pai"

publicidade

Marta Kauffman, uma das criadoras de Friends, mostrou arrependimento pela maneira que representou uma pessoa transgênero na série.

De acordo com o site da revista Variety, em uma entrevista para o The Conversation no BBC World Service, Kauffman disse que foi um erro se referir a mãe Chandler Bing (Matthew Perry) como seu “pai”.

publicidade

“Os pronomes ainda não eram algo que eu entendia. Então, não nos referimos a essa personagem como ‘ela’. Isso foi um erro”.

Kauffman, que também é a criadora da série Grace and Frankie da Netflix, explicou que agora ela tenta cultivar um ambiente acolhedor no set para todas as pessoas.

“Gosto muito de criar um ambiente onde tenhamos um set feliz e uma equipe feliz. É muito importante para mim que onde estamos seja um lugar seguro, um lugar tolerante, onde não haja gritos. Eu demiti um cara na hora por fazer uma piada sobre um cinegrafista trans. Isso simplesmente não pode acontecer”.

A personagem Amanda Bing foi interpretada por Kathleen Turner, que disse em 2019 que não aceitaria o papel se fosse oferecido a ela novamente “porque haveria pessoas reais capazes fazer [o papel]”.

Outros arrependimentos

publicidade
Amanda Bing (Kathleen Turner) em Friends (Reprodução)
Amanda Bing (Kathleen Turner) em Friends (Reprodução)

Marta Kauffman ainda falou para a BBC sobre a falta de diversidade no elenco de Friends:

publicidade

Friends foi criticado de várias maneiras. A maior delas é que não tínhamos representação suficiente dos negros. E ao longo dos últimos anos cheguei ao ponto em que posso dizer, infelizmente: ‘Sim, eu sou culpada disso’. Nunca mais cometerei esse erro”.

“Eu era claramente parte do racismo sistêmico em nosso negócio. Eu não sabia disso, o que me faz sentir estúpida. Essa foi uma crítica muito válida, extremamente difícil que ainda… me emociono. (…) Se eu soubesse então o que sei agora, há certas coisas que eu teria mudado. Mas eu não os conhecia e aprendi desde então.”

Na semana passada, Kauffman disse ao Los Angeles Times que se sentiu culpada sobre Friends e sua falta de diversidade racial.

publicidade

“Aprendi muito nos últimos 20 anos. Admitir e aceitar a culpa não é fácil. É doloroso se olhar no espelho. Estou envergonhada por não saber melhor 25 anos atrás”.

Embora ela tenha defendido a série anteriormente, ela mudou de ideia e decidiu doar US $ 4 milhões para a Brandeis University para estabelecer a Marta F. Kauffman ‘78 Professorship in African and African American Studies.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›