Criador de The Walking Dead faz revelação sobre morte de Rick

Rick Grimes (Andrew Lincoln) em The Walking Dead (Divulgação / AMC)
Rick Grimes (Andrew Lincoln) em The Walking Dead (Divulgação / AMC)

Rick Grimes foi, por anos, o personagem central de The Walking Dead. Entretanto, os planos do criador da série de quadrinhos, Robert Kirkman, a princípio, não eram esses.

Se ele tivesse seguido seu plano original, o personagem teria sido morto no final da sexta revista.

A edição publicada mostra Rick em confronto com Shane sobre o caso que ele teve com Lori, sua esposa, no episódio intitulado Days Gone Bye.

O ex-amigo coloca culpa em Rick por ter acordado do coma e decidido se reunir com sua família, o que arruinou os planos que (Shane) tinha com Lori, já que ele estava completamente obcecado por ela.

Shane estava prestes a matar Rick, mas foi baleado no pescoço por Carl, que seguiu os dois por temer pela segurança do pai.

Entretanto, as coisas não deveriam acontecer bem assim, a princípio.

Kirkman explicou o seu plano original agora que uma reedição deluxe e colorida da série foi lançada.

“Ao invés de Carl matando Shane, eu considerei ter Carl os encontrando na floresta, assim como Shane estava matando Rick… Shane não saberia que Carl o tinha visto, então teria havido muitas trocas tensas entre os dois. Shane teria sido o primeiro grande vilão real no livro, e ele estaria com o grupo, do mesmo lado que eles, o inimigo dormindo na próxima barraca. ”

O criador explica então que, com isso, o foco da história mudaria para o segredo que Karl estava guardando, já que ele não contaria nada a ninguém por ter medo de Shane matar sua mãe em retaliação.

Com isso, o objetivo era reforçar a ideia de que as pessoas são o real perigo de tudo, não os zumbis, ou seja, o título da série se referiria tanto aos mortos-vivos literais quanto aos próprios seres humanos que são vivos, porém com a alma tão podre quanto os zumbis.

– Mas o que o fez mudar de ideia?

O número de vendas foi o ponto decisivo. As vendas do quadrinho começaram a aumentar muito, e ele percebeu que poderiam ter uma grande longevidade, o que não exigia um final tão chocante imediatamente.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS