Criador de nova Queer as Folk detona falsa inclusão de Hollywood: “Cotas”

O cineasta critica produções que usam a diversidade como muleta para demonstrar um caráter "desconstruído"

publicidade

A diversidade apresentada no elenco do reboot de Queer As Folk é natural e não uma tentativa de completar ‘pontos em uma cartela’, diz o criador.

Stephen Dunn teve um bate-papo exclusivo com o Screen Rant sobre a nova série, e comentou sobre como o resultado final do elenco traz pessoas queer de diversas expressões de gênero e sexualidade e com vivências bem distintas, que para ele, é uma consequência de mostrar a realidade da comunidade:

publicidade

“É interessante porque a gente não estava tentando preencher cartões de bingo intencionalmente. É apenas a realidade de uma série que se passa em Nova Orleans e que reflete a cultura queer de agora…”

Stephen comenta sobre a questão de “preencher cotas” porque a inclusão de pessoas LGBTQIA+ e/ou com deficiência ainda é vista assim por muitos estúdios, apenas para manter a aparência de “diversa” e “desconstruída”.

O criador disse que o elenco que ele juntou para contar a história da série é apenas um reflexo do que ele vê das pessoas com quem convive e vê na comunidade, que muitas vezes não tem representação nenhuma na televisão:

“Você não pode contar uma história queer sem pensar em inclusão e diversidade. Mas como eu disse, não é como se a gente estivesse preenchendo ‘cotas’. Nós não estamos tentando garantir um token de cada tipo de pessoa nessa série, é só a gente sendo autêntico e honesto. Com toda a honestidade, os personagens na série não apenas um reflexo de verdade da minha comunidade, e eu estou só tentando dar visibilidade para pessoas que estão na minha vida, que talvez nunca tenham a chance de ser ver nas telas.”

Sobre Queer As Folk

publicidade
Devin Way é Brody em Queer As Folk (Reprodução/Peacock)
Devin Way é Brody em Queer As Folk (Reprodução/Peacock)

A série tem uma história nova, que empresta elementos apresentados na versão original, mas com uma pegada atual e mais condizente com os dias de hoje.

publicidade

Segundo a sinopse oficial:

“Passada em Nova Orleans, a série é uma reimaginação do programa de 1999 do Channel 4 criada por Russell T. Davies, que segue um grupo diverso de amigos que veem suas vidas transformadas com as consequências de uma tragédia.”

O reboot de Queer As Folk ainda não tem previsão de lançamento no Brasil.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›