Nos quadrinhos, Tony Stark demorou anos a revelar que era o Homem de Ferro; saiba como foi

Homem de Ferro no quadrinhos (Reprodução)

Muitos especularam durante anos sobre a verdadeira identidade do Homem de Ferro criado por Stan Lee, Larry Lieber, Don Heck e Jack Kirby em 1963, pois era um grande mistério (pelo menos nos quadrinhos).

Era comum para os super-heróis da época, manter as suas verdadeiras identidades um mistério dentro do Universo Marvel. Nem mesmo os Vingadores conheciam as identidades secretas uns dos outros, então apenas os amigos mais próximos de Tony Stark sabiam a verdade.

Durante muito tempo, o mundo (fictício das revistas) acreditou que o Homem de Ferro era o guarda-costas robótico de Stark, que foi vagamente referenciado no filme quando Tony divulgou à imprensa que o Homem de Ferro era um guarda-costas.

Tony desiste no filme de manter essa farsa, mas nos quadrinhos, a história do guarda-costas se manteve por muitos anos.

Na segunda história do Homem de Ferro, publicada em 2002, Out of the Bottle, de Mike Grell, Tony Stark volta para casa depois de desaparecer por duas semanas.

Tony diz à imprensa que foi ferido nas férias, mas a verdade é que quase foi morto pelo Mandarim e deixado para morrer no Ártico. Felizmente, um grupo de pescadores encontrou Tony e o curou, e sua armadura foi o suficiente para voar para casa, mas Stark ainda teve que lidar com as consequências de sua ausência.

Em um esforço para apaziguar a imprensa, Tony diz a eles que tem uma grande notícia para dar, mas quando Happy pergunta o que é, Tony responde: “Não importa o que eu sei. Estou improvisando ao longo do caminho”.

Quando um carro de ladrões em fuga desce rua abaixo e quase atropela um cachorrinho, Tony decide qual será seu anúncio. Ele salta da varanda e ativa sua armadura do Homem de Ferro, vestindo-a bem a tempo de parar o carro e salvar o cachorro – tudo bem na frente da imprensa. Dessa forma ele ‘sai do armário’ e torna seu super poder público.


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›