Como o Arqueiro Verde de Stephen Amell salvou canal de televisão

O Arqueiro Verde de Stephen Amell salvou o canal internacional The CW. Antes dos filmes do DCEU, a The CW abrigava o Arrowverse, o universo compartilhado live-action com personagens da DC Comics.

Tudo começou em 2012, com a 1ª temporada de Arrow (Arqueiro, no Brasil), e o sucesso da rede dependia da performance dessa série de super-heróis, segundo um dos criadores do programa de televisão.

Segundo o Screen Rant, no podcast The Showrunner Whisperer, Marc Guggenheim contou como Arrow salvou a The CW. Peter Roth, presidente da Warner Bros TV, disse à equipe de Arrow que, se a série não fosse um sucesso, “não haveria mais CW“.

Com isso, a equipe teve que lidar com a pressão de fazer a série ser bem-sucedida para manter a rede no ar. No final, Arrow teve oito temporadas e levou a várias outras séries do Arrowverse.

Logo depois que o piloto foi encomendado para a série, Peter Roth [presidente da Warner Bros. TV] nos levou para almoçar e basicamente expôs para nós, com detalhes incríveis, a realidade de que, se Arrow não fosse um sucesso, não haveria mais CW”, contou Guggenheim.

E continuou: “Então era a pressão de ter um programa e manter o programa no ar – isso é uma coisa – mas agora também temos a pressão de manter toda a emissora no ar. Isso é outra coisa.”

A primeira temporada de Arrow foi bem-sucedida ao apresentar uma versão sombria e emocional do Arqueiro Verde, com a origem de Oliver Queen se desenrolando em busca de vingança pela morte de seu pai. A forte atuação de Stephen Amell e o fim de Smallville em 2011 criaram um vazio que Arrow preencheu com maestria.

O sucesso de Arrow levou a The CW e sua equipe criativa a expandir a franquia, introduzindo Grant Gustin como Barry Allen na 2ª temporada de Arrow, que resultou no lançamento de The Flash. Logo surgiram outras séries como Supergirl, Lendas do Amanhã e Superman & Lois.

Arrow teve oito temporadas e vários spinoffs, eventos crossover e projetos animados, consolidando o Arrowverse. Com o fim do Arrowverse, o DCU de James Gunn continuará o legado dos universos live-action da DC.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›