Christopher Nolan dá resposta sobre o fracasso de Tenet nos cinemas

Christopher Nolan
Christopher Nolan (Divulgação/ Warner Bros.)

Com atrasos em vários filmes, e adiamentos, o único grande filme a ser lançado nos cinemas este ano foi Tenet, dirigido por Christopher Nolan. Protagonizado por John David Washington e Robert Pattinson, o longa não teve a bilheteria estrondosa que se esperava por razões óbvias, já que grande parte das salas de cinema estão fechadas devido à pandemia de Covid-19.

Mas a Warner Bros. bateu o pé e não quis seguir a Disney (que preferiu lançar Mulan direto no streaming) alegando que esse tipo de filme precisava de uma experiência na sala de cinema. E o cineasta disse que não está infeliz com o número alcançado, 350 milhões de dólares no mundo inteiro, com orçamento de 200 milhões. “A Warner Bros. lançou Tenet, e estou emocionado por ele ter arrecadado quase US $ 350 milhões. Mas estou preocupado que os estúdios estejam tirando conclusões erradas de nosso lançamento”, disparou.

“Ao invés de olhar onde o filme funcionou bem e como isso pode fornecer a receita necessária, eles estão olhando onde ele não correspondeu às expectativas [que existiam] pré-COVID e passaram a usar isso como desculpa para fazer a exibição levar todas as perdas da pandemia ao invés de entrar no jogo e se adaptar – ou reconstruir nosso negócio, em outras palavras”, continuou Nolan em entrevista ao Los Angeles Times, que acredita que existe um mau julgamento do filme.

“A longo prazo, ir ao cinema faz parte da vida, como restaurantes e tudo mais. Mas agora, todos têm que se adaptar a uma nova realidade”, acrescentou. Nolan disse ainda que se chateia, não porque seu filme foi tratado como cobaia, levando a todos os estúdios a adiarem seus grandes lançamentos que aconteceriam por agora, mas porque isso faz com que as salas de cinema acabem não sobrevivendo.

Paulo Afonso

Comunicólogo balzaquiano, paulistano, e com experiência vasta nesse mundo virtual. Adorador de séries, filmes, quadrinhos, e tudo o que envolve a cultura pop.


SIGA-NOS E VEJA MAIS