Boo, Bitch vai ter segunda temporada na Netflix?

Ela também revelou o momento mais difícil de filmar para ela

publicidade

O novo original Netflix, Boo, Bitch, foi anunciado como uma minissérie, mas, seu final deixa uma pequena abertura para algo mais, e em uma recente entrevista, sua estrela Lana Condor comentou a possibilidade de uma 2ª temporada.

A atriz conversou com o site americano Collider, ao lado de sua colega Zoe Colletti, e falava sobre a experiência divertida de filmar o programa, quando foi indagada sobre se houve alguma discussão sobre uma continuação.

“Não tivemos nenhuma conversa oficial. Pelo que sei, esta é uma minissérie. Mas Zoe e eu às vezes falávamos no set sobre o que aconteceria, se a história fosse continuar. Quero dizer, onde está Gia?”, ela confessou.

publicidade
Lana Condor como Erika em Boo, Bitch
Lana Condor como Erika em Boo, Bitch (Kevin Estrada/Netflix © 2022)

Ela prosseguiu esclarecendo que nunca foi um plano ter mais uma temporada, mas pensou numa técnica de atuação que ela considera bastante comum.

“Nunca foi uma conversa concreta, mas no set nós pensamos sobre isso, como eu acho que muitos atores fazem. Quando estamos tentando construir um personagem, pensamos em seu passado, seu presente e seu futuro”, ela explicou.

A atriz também comentou o que foi para ela o momento mais difícil de filmar, em que elas encontram o corpo na floresta e gritam apavoradas, apesar de o grito não ter sido o motivo de sua dificuldade.

publicidade

“Para ser completamente honesta, esse foi o dia em que estávamos filmando tudo na lama, então eu já tinha um medo primitivo. Eu não sou necessariamente uma pessoa que gosta muito de se jogar em piscinas de lama, então eu já estava gritando por dentro. Eu poderia apenas deixar isso sair. Não sei se praticamos. Acho que foi só uma coisa de instinto”, ela admitiu.

Zoe Colletti e Lana Condor em cena de Boo Bitch (Divulgação/Netflix)
publicidade

Colletti acrescentou que apesar do desespero interno de sua colega de cena, elas não conseguiram o grito perfeito logo na primeira tomada, sendo necessário fazer muitas outras.

“Ele realmente voou para fora. Mas tivemos que fazer isso sete milhões de vezes. As cordas vocais ficaram em carne viva. Não sou uma gritadora, em geral, então tive que deixá-lo (o grito) voar e ver o que acontecia”, ela disse.

“Isso é verdade”, Condor concordou sobre como foi exaustivo.

Boo, Bitch está disponível para streaming na Netflix.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›