Bly Manor: a identidade DESTA personagem estava na nossa cara desde o começo

Bly Manor: Reprodução

The Haunting of Bly Manor (A Maldição da Mansão Bly, em português) é uma série com roteiro cheio de reviravoltas e mínimos detalhes que vão desde a algumas palavras muito bem postas em cada fala dos seus personagens (que vão desde trocadilhos – em inglês – a afirmações diretas) à forma como os elementos estão dispostos em cena.

A série começa com uma narradora contando uma “história de fantasmas” para um jovem casal, prestes a se casar. E é a partir daqui que avisamos que começam os spoilers… Se decidir continuar, é por sua conta!

A reviravolta assustadora que nos leva a descobrir a identidade da narradora da série lá no último episódio é uma das mais aterradoras da produção da Netflix e a hora em que todo mundo que assiste cai no choro.

No episódio final, acontece o casamento de Flora com a presença de todos os personagens, agora mais velhos, além de contar um pouco de como suas vidas seguiram depois dos acontecimentos de anos atrás na mansão.

É aqui que descobrimos que Jamie é a mesma narradora que vimos no primeiro episódio. É ela que conta toda a história de Dani, seu grande amor.

O que a maioria das pessoas não percebe (inclusive eu não percebi) é que essa revelação é dada de maneira sutil logo no primeiro episódio da série.

Se olharmos para o colar dourado que a personagem usa no primeiro episódio (em sua versão mais velha, vivida por Carla Gugino), veremos que é exatamente o mesmo que ela usa quando aparece na cozinha da mansão (quando ainda era jovem).

Esse é provavelmente um detalhe muito simples, delicado e quase imperceptível, mas mostra como a produção da série foi cuidadosa ao produzir um conteúdo de qualidade para seus espectadores.

A Maldição da Mansão Bly está disponível na Netflix para seus assinantes. Vale a pena conferir.

Um Psicólogo que estuda Medicina, ensina inglês, toca piano, ama escrever e tem um gato. =P


SIGA-NOS E VEJA MAIS


Veja mais ›