Ator de A Casa do Dragão recebe ataque racistas por causa da série e entra em choque

Steve Toussaint desabafou sobre os ataques racistas que recebeu nas redes sociais após ser escalado para derivado de Game of Thrones.

publicidade

Steve Toussaint sofreu ataques racistas ao ser escalado como Lord Corlys Velaryon na série A Casa do Dragão, derivado de Game of Thrones da HBO.

Em uma entrevista para o site The Hollywood Reporter, Toussaint relatou como algumas pessoas o atormentaram nas redes sociais.

publicidade

“Eu não percebi que [o elenco] era um grande negócio até que fui abusado racialmente nas mídias sociais. Sim, essa merda aconteceu. Pensei: ‘OK, então isso significa muito para algumas pessoas, mas não posso permitir que isso me incomode’”.

Toussaint ainda pontuou que embora o reino de Game of Thrones seja uma fantasia, “ainda precisa refletir um mundo”.

“Adorei Game of Thrones, mas minha única ressalva foi: ‘Onde estão todos os outros neste mundo?’ Porque é um mundo diversificado que [George R. R.] Martin criou se você olhar [além de Westeros], e acho que essa série se aproxima disso”.

Touissaint não foi o único a receber ataques racistas ao ingressar em um franquia de sucesso. Este ano Moses Ingram também foi vítima de racismo ao ser escalada como Reva para o elenco da série Obi-Wan Kenobi do Disney+.

publicidade
Steve Toussaint como Lord Corlys Velaryon em A Casa do Dragão (Reprodução / HBO)
Steve Toussaint como Lord Corlys Velaryon em A Casa do Dragão (Reprodução / HBO)

Reimaginação

Ainda na entrevista, os showrunners Ryan Condal e Miguel Sapochnik, explicaram que decidiram fazer um reimaginação dos livros de George R.R. Martin através da série. Condal disse:

publicidade

“Sabíamos desde o início que queríamos mudar essa conversa. O mundo mudou muito entre 2011 e 2021 e o que o público espera ver na câmera. As conversas que Miguel e eu tivemos foram: Como podemos criar um elenco diversificado para A Casa do Dragão, mas ainda fazê-lo de uma maneira que pareça orgânica para o mundo e não pareça pandering ou tokenism – e também não tê-los como piratas, escravos e mercenários como você costuma ver em fantasias?”

Em junho, Martin elogiou a série baseada em Fire & Blood em seu blog pessoal, e pontuou algumas diferenças.

“Sim, para todos os fãs de livros, é a minha história. Claro, há algumas mudanças de Fire & Blood – não poderíamos apresentar três versões alternativas de cada grande evento e manter nossa sanidade – mas acho que Ryan Condal e seus escritores fizeram boas escolhas. Até algumas melhorias. (Heresia, eu sei, mas sendo o autor, posso dizer isso)”.

publicidade

A Casa do Dragão estreia no dia 21 de agosto na HBO. A série segue a guerra civil da Casa Targaryen, onde membros de uma família lutam para herdar o Trono de Ferro.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›