Ariana Grande comenta escândalo infantil na Nickelodeon: “A terapia é obrigatória”

O Lado Sombrio da TV Infantil é um documentário disponível na Max que relata o ambiente tóxico e os abusos causados por muitos produtores que trabalharam nos programas da Nickelodeon e que geraram traumas em atores infantis.

Ariana Grande refletiu sobre sua experiência como estrela infantil na Nickelodeon, discutindo as pressões e o conteúdo inadequado para crianças em programas como Brilhante Victória.

De acordo com a Entertainment Weekly, ela expressou preocupação com a segurança e o bem-estar de jovens atores, sugerindo a necessidade de terapeutas e maior presença parental nos sets.

Eu acho que isso é algo que estávamos convencidos de que era a coisa legal sobre nós. Que nos pressionassem com nosso humor e insinuações. Disseram-nos – e convenceram também – que era algo legal. Tudo aconteceu tão rapidamente e agora, olhando para trás em alguns dos clipes, eu penso: ‘Eu fiz isso realmente?’”

Ela enfatizou a importância de um ambiente mais seguro na indústria e a necessidade de apoio para jovens artistas lidarem com a exposição e as reações dos adultos.

Minha relação com isso está mudando atualmente. Estou reprocessando muito do que foi a experiência. Eu acho que o ambiente precisa ser mais seguro se as crianças vão agir, e eu acho que deveria haver terapeutas. Eu acho que deveria haver pais autorizados a estar onde quer que eles queiram estar.”

Não só em sets infantis – se alguém quiser fazer isso ou música ou qualquer coisa, no nível de exposição que significa estar na TV ou fazer música com uma grande gravadora ou o que quer que seja, deve haver no contrato que diz: ‘A terapia é obrigatória duas vezes por semana’. Ou três vezes por semana. Ou algo assim”.

Atualmente Ariane Grande está em Wicked, onde interpreta Glinda. O filme com direção de Jon M. Chu conta a história de origem de Elphaba (Cynthia Erivo) e Glinda, onde a amizade delas muda quando conhecem o Mágico de Oz.

O que você achou? Siga @siteepipoca no Instagram para ver mais e deixar seu comentário clicando aqui.

Veja mais ›